Ao contrário do que aconteceu no último sábado (14), quando Belo Horizonte foi invadida por colombianos (cerca de 30 mil), no jogo desta terça-feira (17), entre Bélgica e Argélia, às 13h, no Mineirão, a torcida é dividida, inclusive entre os brasileiros que dessa vez compareceram em grande número ao “Gigante da Pampulha”.

Para acompanhar suas respectivas seleções, aproximadamente oito mil torcedores belgas e argelinos desembarcaram na capital mineira para a partida. Apesar da grande empolgação, todos consideram a Bélgica favorita para sair com os três pontos.

Além do jogo, os torcedores sem querer também travam uma batalha pelo apoio dos torcedores brasileiros. “Queremos eles do nosso lado, afinal somos uma seleção muito forte e com eles poderemos chegar mais longe”, acredita o torcedor belga Fabien Steven.

Belgas e brasileiros

 

Já a tática dos argelinos para conquistar a simpatia dos brasileiros era a simpatia aliada as músicas, sempre fáceis de decorar. Em meio aos argelinos os brasileiros rapidamente enturmaram e começaram a cantar: “One, two, tree, vive Le Algerie”, grito que a torcida Africana espalhou pelo Mineirão.

Brasileiros e Argelinos

 

Ânimo e grande jogadores 

Além disso, um outro grupo de brasileiros se uniu aos argelinos por outro motivo. “Apesar de considerar a Bélgica favorita vamos apoiar a Argélia do início ao fim pois eles são muito mais animados. Além disso, não gostamos do futebol moderno que os belgas jogam preferimos uma equipe raçuda”, se diverte Thiago Petrocchi.

Integrande de um grupo no Facebook chamado Carsughi Mania (CM), onde os participantes são “viciados” em futebol Thiago elogiou os belgas.  “A ótima (Bélgica), é uma seleção repleta de grandes jogadores, talvez a melhor geração de sua história, mas não gostamos disso e ponto”, define.