Ótima notícia a inclusão de "Aquarius", de Kleber Mendonça Filho, no prêmio de melhor filme estrangeiro no César. Já que no Oscar propriamente dito não deu, há que se comemorar essa participação no "Oscar" francês.

Um comentário paralelo. A imprensa dá destaque demais ao Oscar e quase nenhum para as premiações dos outros países: o César francês, o Goya espanhol, o Davide de Donatello italiano, etc. Mesmo o nosso Grande Prêmio do Cinema Brasileiro não recebe o espaço merecido. Somos colonizados.

Mas, enfim, essa triste circunstância à parte, o fato de "Aquarius" estar como finalista em prêmio de tanto prestígio só confirma a excelente repercussão internacional do filme, desde que competiu em Cannes no ano passado.

Mas o longa brasileiro não terá vida fácil pela frente. Entre os fortes concorrentes estão "Manches­ter à Beira Mar", "Eu, Daniel Blake" e "Apenas o Fim do Mundo".

Leia mais:
'Aquarius' é indicado ao César de Filme Estrangeiro
'La La Land' domina indicações ao Oscar
'Eu, Daniel Blake', que levou a Palma de Ouro, prova a grandeza do inglês Loach