Na moda, o que era proibido ontem, pode se tornar objeto de desejo hoje. Seguindo essa lógica, chegou a vez do chinelo de tira única (o bom e velho Rider) voltar à cena. Na última edição da São Paulo Fashion Week, que terminou na sexta, 28, o modelo conhecido como "slide" apareceu aos montes nos looks do dia dos fashionistas e surgiu até na passarela da marca Lolitta, que é especialista em peças sofisticadas de tricô. Prova de que os chinelões vieram mesmo para ficar e extrapolaram as coleções das marcas esportivas.

Preta, branca e com detalhes dourados, a sandália do desfile foi criada pela marca Manolita, custa R$ 563 e está à venda nas lojas da Lolitta nos shoppings JK e Iguatemi, em São Paulo. "Essa tendência pode ser adaptada a vários universos. Colocamos o slide com vestidos de renda guipir, com peças moda praia e também com roupas mais urbanas", diz a estilista Lolita Hannud.

Adidas, Puma e Nike foram pioneiras no revival da peça e, não à toa, as versões dessas marcas são as mais populares nas ruas e no Instagram, confirmando que elas conquistaram espaço definitivo na moda urbana. "O conforto do chinelo combina muito com o nosso verão", afirma a consultora de estilo Bia Paes de Barros. "Esse tipo de calçado cria uma estética muito bonita com vestidos e saias de tecidos fluidos e mais refinados. Ainda assim, não vai substituir sandálias rasteiras de couro, porque é mais informal." Os homens mais ousados também podem investir no slide e, segundo Bia, o chinelo cai bem com calças de sarja ajustadas ao corpo.