Em busca de dias melhores em 2016, o Cruzeiro celebrou nesta segunda-feira (4) seus 95 anos de fundação, completados no último sábado. A festa foi em clima de alto astral e expectativa positiva para a nova temporada depois de um 2015 marcado pela irregularidade.

A tradicional missa, realizada anualmente na sede administrativa do clube, no Barro Preto, em Belo Horizonte, contou com a presença do presidente Gilvan de Pinho Tavares, e do vice-presidente de futebol, Bruno Vicintin, além de outros diretores, conselheiros e muitos torcedores.

Na celebração, os cruzeirenses agradeceram pelas conquistas obtidas nos últimos anos e pediram novos títulos na temporada que se inicia. De técnico novo e com o grupo reformulado, a equipe estrelada terá pela frente o Campeonato Mineiro, a Primeira Liga, a Copa do Brasil e o Campeonato Brasileiro.

"Vim agradecer e pedir por um ano de muitas conquistas. Espero um ano de muitas glórias, e estou confiante no time e na diretoria", afirmou o servidor público Fernando Viana, presente na missa pelo quarto ano seguido.

Até agora, o clube celeste já anunciou as contratações dos meias Sanchez Miño e Bruno Nazário, além dos atacantes Douglas Coutinho e Rafael Silva. O meia argentino Matias Pisano, do Independente-ARG, e o volante Gustavo Cuéllar, do Júnior Barranquilla-COL, também estão acertados, e faltam apenas detalhes para a oficialização.

"Com esses reforços, espero ver o Cruzeiro brigando novamente por títulos importantes, principalmente a Copa do Brasil e o Brasileirão", comentou o estudante João Márcio, 17 anos, que compareceu à celebração pela primeira vez.

A missa foi celebrada pelo padre Gílson de Oliveira Filho. Fundado em 1921 por imigrantes italianos, o Cruzeiro é hoje um dos maiores clubes do Brasil, com torcida estimada em mais de 8 milhões de pessoas.

 

missa cruzeiro