Imagens e palavras dão o tom do LAPI – Laboratório Aberto em Palavra e Imagem, p[/TEXTO]<CW-35>rojeto que ocupa a Galeria de Arte do BDMG Cultural a partir de amanhã e coloca em destaque a mistura desses dois tipos de linguagem nas artes visuais.

Gabriela Carvalho, uma das curadoras do evento, explica que um dos objetivos do LAPI é abrir processos artísticos para outras esferas, que perpassem a teoria e a produção. “Vamos reunir agentes da palavra e da imagem numa imersão experimental e discutir esses cruzamentos de linguagem”, explica. Para trazer à tona essas diferentes questões, a programação também inclui debates e oficinas.

A curadora avalia a importância de discutir o uso dessas linguagens nas artes visuais.“É algo recorrente na produção artística contemporânea, mas que também remonta a história da arte e que foi se intensificando a partir da metade do século XX. A produção está cada vez mais híbrida. Hoje, quando falamos em comunicação visual, essa relação está dentro da publicidade, das redes sociais, da internet. Essas linguagens já chegam super conectadas”, explica Carvalho.

A iniciativa faz parte do projeto inédito “Espaço Aberto”, que como o próprio nome indica, abre as portas do BDMG Cultural para que artistas e coletivos mineiros coloquem em prática iniciativas variadas. “A proposta é exatamente estar aberto a diferentes linguagens das artes visuais e apresentá-las ao público”, garante Érico Grossi, coordenador da Galeria de Arte BDMG Cultural.

Márcia Arbex, da Faculdade de Letras da UFMG e Amir Brito Cadôr, da Escola de Belas Artes, abrem o evento com o debate ‘Poéticas em extensão: a palavra e a imagem no contemporâneo’

Serviço: Espaço Aberto apresenta LAPI – Laboratório Aberto em Palavra e Imagem Laboratório Aberto, de 8 a 12 de agosto na Galeria de Arte do BDMG Cultural (rua Bernardo Guimarães, 1600 – Lourdes). Programação completa: www.bdmgcultural.mg.gov.br