Professores e educadores da Região Metropolitana de Belo Horizonte podem inscrever seus alunos para participar do projeto Cine-Expressão – A Escola vai ao cinema, que é integrado à programação da 11ª CineBH – Mostra Internacional de Cinema de Belo Horizonte, evento realizado entre os 22 e 27 de agosto. O programa possibilita conscientizar, sensibilizar e envolver o universo educacional no contexto do audiovisual, promovendo encontros e debates entre o público estudantil de diversas faixas etárias e realizadores do setor audiovisual brasileiro.

Serão promovidas seis sessões cine-escola com exibição de nove curtas e um longa-metragem, nos dias 24, 25 e 29 de agosto, em três espaços culturais da capital mineira: MIS Cine Santa Tereza (plateia 122 lugares), Teatro Sesiminas (plateia 600 lugares) e no Grande Teatro do Sesc Palladium (1000 lugares). As inscrições são gratuitas podem ser feitas até 11 de agosto pelo site www.cinebh.com.br.

Para crianças de 5 a 8 anos, serão exibidos cinco curtas, nos dias 24 de agosto, às 8h30 e 14h, no Mis Cine Santa Tereza; e 29 de agosto, às 14h, no Grande Teatro do Sesc Palladium. Os filmes são “Lipe, Vovô e o Monstro”, animação de FelippeSteffens e Carlos Mateus; “Dourado”, de Bernardo Teixeira; “Cadê meu rango”, animação de George Munari Damiani; “A primeira flauta”, animação de Simon Brethé e Ricardo Poeira, e “Médico de Monstro”, ficção de Gustavo Teixeira.

Já os estudantes de 8 a 13 anos poderão conferir, nos dias 25 de agosto, às 14h, no Teatro Sesiminas; e 29 de agosto, às 8h30, no Grande Teatro Sesc Palladium, os curtas “A menina espantalho” e o recém-premiado “Marina não vai à praia”, ambos dirigidos por Cássio Pereira dos Santos; “Caminho dos Gigantes”, animação de Alois de Leo; e “A vida deve ser assim”, ficção de Roberto Burd.

Para jovens a partir de 14 anos, a atração será o documentário “Últimas conversas”, obra derradeira de um dos maiores documentaristas brasileiros, Eduardo Coutinho, no dia 25 de agosto, às 8h30, no Teatro Sesiminas.

Toda a programação do CineBH é oferecida gratuitamente ao público.