O centenário de Murilo Rubião foi celebrado em junho do ano passado, mas ainda há muitas atividades culturais sendo realizadas para comemorar o trabalho do escritor mineiro. Neste domingo (11), será aberta ao público a exposição “Absurdus: Murilo Rubião 100 Anos” na Biblioteca Pública Estadual de Minas Gerais.

Com curadoria de Fabíola Moulin e Marconi Drummond, a mostra repassa diferentes aspectos da obra e trajetória de Rubião. Por meio de cartas, documentos, vídeos, animações, objetos que pertenceram ao escritor, instalações e outros suportes, a exposição coloca o público em contato com a obra literária de Rubião em diálogo com outras linguagens.

A iniciativa, com entrada franca, inclui monitoria educativa durante a visitação, para público específico como estudantes de escolas públicas e outros grupos previamente agendados.

Escultura

Neste sábado (10), durante evento para convidados, também será conhecida a escultura de Murilo Rubião, criada pelo artista plástico Leo Santana. Em tamanho natural, o trabalho será instalado próximo à obra Encontro Marcado, que reúne esculturas de Fernando Sabino, Hélio Pellegrino, Otto Lara Resende e Paulo Mendes Campos, inaugurada em 2005 e instalada na Biblioteca Pública Estadual.

Numa referência simbólica à convivência de Murilo com os chamados "Quatro Cavaleiros do Apocalipse", a escultura do precursor do realismo fantástico em língua portuguesa será posicionada de forma a sugerir um encontro entre os autores. Na escultura, Rubião tem em mãos um exemplar do Suplemento Literário de Minas Gerais – publicação criada por ele há mais de 40 anos.

Catálogo

As comemorações incluem ainda lançamento de catálogo educativo que apresenta parte importante de sua obra, composta por 33 contos que marcaram a literatura brasileira e mundial. Foram selecionados trechos de oito deles, como “O Ex-Mágico da Taberna Minhota” e “O Pirotécnico Zacarias”. E ainda textos didáticos sobre o realismo fantástico, o conto como gênero literário, linha do tempo com o panorama político e social da época em que Rubião viveu e sugestões de atividades.

A publicação, com tiragem de 1.500 exemplares que serão distribuídos gratuitamente para professores e estudantes que participarem das visitas guiadas à exposição, conta com coordenação editorial de Silvia Rubião, sobrinha do autor, pesquisa e texto do professor Cleber Cabral, e direção de arte de Gustavo Leite.

Mais atividades

Durante os meses de junho e julho, haverá ainda palestras sobre vida e obra de Murilo Rubião, ministradas por pesquisadores convidados e oferecidas gratuitamente ao público, e o Cortejo Rubiano, concebido pela atriz e gestora cultural Raquel Pedras, do grupo Armatrux, em parceria com a diretora e performer Ludmila Ramalho.

A atividade lúdica e performática é um dos núcleos da exposição “Absurdus” e leva à Praça da Liberdade referências da estética do escritor, incorporadas pelas artes cênicas, numa iniciativa que amplia o alcance da exposição. Os triciclos do cortejo ficarão "estacionados" dentro da mostra e de lá saem para as ações.

Serviços:

Exposição “Absurdus: Murilo Rubião 100 Anos”: de segunda a sexta, das 8h às 18h; sábado, das 15h30 às 21h; domingo, das 18h às 21h. Até 31 de julho. Entrada gratuita

Cortejo Rubiano: nos dias 10 de junho, às 11h30, 29 de junho, às 16h, e 1, 6, e 29 de julho, às 10h