O momento maior foi na noite da última quarta-feira (20), quando o craque Alex, maestro da Tríplice Coroa cruzeirense, participou do Café Literário falando da sua biografia, escrita pelo jornalista Marcos Eduardo Neves.

capaalex

Quem perdeu a chance de pegar um autógrafo do ex-jogador e do autor ainda tem a chance de garantir o seu livro. E ele está em promoção na Editora Planeta (R$ 31,90).

Mas a Bienal do Livro, que vai até domingo (24) no Expominas, em Belo Horizonte, tem algo mais a oferecer aos amantes dos esportes. A começar exatamente pela entrada. Na enorme banca da Livraria Leitura, se procurar um pouquinho, é possível encontrar “Estrela Solitária”, um dos livros mais fantásticos do futebol brasileiro, por reunir a genialidade de Ruy Castro e Garrincha.

capagarrincha

O preço é um pouco salgado (R$ 76,90), mas a qualidade da obra compensa o sacrifício em tempos de crise.

Além de crise, são tempos de Jogos Olímpicos, e na visita obrigatória ao stand da Panda Books, editora paulista criada pelo “Louco por Futebol” Marcelo Duarte, que tem um belo catálogo de esportes, há uma dica bem apropriada para o momento.

capacuriosos

Apesar de não ser uma edição atualizada, pois falta a Olimpíada de Londres, em 2012, “O Guia dos Curiosos – Jogos Olímpicos”, é uma leitura rápida e divertida sobre a maior competição esportiva do mundo. O preço do livro é R$ 59,90.

O “Guia politicamente incorreto do futebol” dá outra visão sobre temas do esporte marcados por unanimidades, mas que os autores Jones Rossi e Leonardo Mendes Júnior desmitificam com conhecimento de causa. Assim, condenam, por exemplo, a Seleção Brasileira de 1982 e a Democracia Corintiana, tratada por eles como uma Ditadura. Na Promolivros, o exemplar custa R$ 25.

capapoliticamente

No Memorial do Cordel, o livro “A anatomia do Futebol”, que custa apenas R$ 2, de autoria de Abraão Batista, conta a história do nascimento do esporte, mostrando que os ingleses não foram os reais inventores, mas sim povos da América e da Ásia, que foram colonizados por eles.

capacordel

E a pequena lojinha apresenta algo mais. A oportunidade de se conversar com o próprio Abraão Batista, famacêutico que se transformou num grande artista popular, pois além do cordelismo faz também xilogravuras.

Mesmo que só um dedo de prosa com o senhor de Juazeiro do Norte, no Ceará, foi suficiente para se ter a certeza de que na Bienal do Livro é possível sim se aplicar o ditado popular, pois o dinheiro não me trouxe a felicidade.

Bienal do Livro de Minas no Expominas. Dia 21, das 10 às 22h; Dia 22, das 9 às 22h; dia 23, das 10 às 22h; dia 24, das 10 às 20h. Ingressos: R$ 12 e R$ 6 (meia)