O improvável muitas vezes guarda surpresas extraordinárias. Como profetizou Aldous Huxley em seu “Admirável Mundo Novo”, o futuro pode vir dos encontros mais inesperados. Quando o papo é música, então, tal raciocínio é ainda mais assertivo: importantes gêneros e movimentos vieram das fusões mais impensáveis. Foi pensando na potência das misturas sonoras que o festival Admirável Música Nova se inspirou na obra do escritor britânico para promover inéditos encontros musicais. Criado em São Paulo, o evento realiza sua primeira edição em Belo Horizonte até este domingo (11), no CCBB-BH.

Além do show de Criolo e Yamí Music, que abriu ontem o festival, a programação traz outras três “duplas”. Na sexta (9), o prodígio pianista pernambucano Vitor Araujo se apresenta ao lado de Wladimir Gasper, codinome do DJ, arranjador e instrumentista Pedro Bernardes, nascido na Ucrânia e criado no Rio; sábado (10) é a vez da cantora paulistana Tulipa Ruiz se juntar ao PianOrquestra, inventivo grupo instrumental formado por cinco pianistas cariocas; fechando o festival, dois gênios do improviso vocal dividem o palco pela primeira vez no domingo, o carioca Ed Motta e a francesa Camille Bertault.

Curador do festival e integrante do PianOrquestra, Claudio Dauelsberg destaca a potência dos encontros. “Escolhemos artistas cujas trajetórias são ligadas á inovação e que estão dispostos a sair de suas zonas de conforto, buscando novos rumos, novas cores”, pontua. “Essas combinações são bem provocativas e, se dependesse só do mercado, jamais aconteceriam. São encontros que podem apontar para diferentes caminhos e, até mesmo, convergir em novas estéticas. Vivemos em um mundo cada vez mais fluido e a tendência é misturar”, completa.

Para Ed Motta, o show no Admirável Música Nova é uma oportunidade ímpar de criar uma ponte estética e musical. “Conheço a Camille apenas pela internet, será a primeira vez que cantaremos juntos. O trabalho que ela desenvolve, colocando a voz como instrumento, tem muita relação com o que eu sempre fiz”, afirma. “Vai ser a primeira vez que cantarei com alguém tão entendido da ‘parada’. Ela é uma grande cantora, tecnicamente perfeita. É, sem dúvidas, a grande expoente do jazz na Europa atualmente. Será um grande encontro”, instiga. 

Serviço: Admirável Música Nova. De sexta (9) a domingo (11), às 20h30, no CCBB-BH (praça da Liberdade, 450 – Funcionários). Ingressos: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia).