Multitemática. Assim pode ser definida a 18ª edição do Festival Cenas Curtas, que acontece de amanhã a domingo em diferentes espaços de Belo Horizonte.

Com uma programação que envolve teatro e outras manifestações artísticas, o evento volta os seus olhos para as questões sociais e coloca em cena as urgências do mundo contemporâneo, em rápidas (média de 15 minutos) intervenções dramatúrgicas. “Esse ano, observamos que eram tantas coisas para serem tratadas que decidimos trabalhar com vários temas em uma bandeira única, no sentido de abrigar questões que são historicamente urgentes”, explica Gisele Milagres, coordenadora geral do Galpão Cine Horto e membro da comissão de seleção do Festival Cenas Curtas.

Ela ressalta que o objetivo de abarcar várias temáticas é continuar dando voz há questões que têm sido cada vez mais discutidos na sociedade. “É um reflexo do que estamos vivendo. Falamos de urgências sociais, como as questões raciais, que vêm com muita força na programação. Temos em todos os dias trabalhos relacionados ao teatro negro; assim como as questões de gênero, tanto relacionadas ao feminismo quanto às que dizem respeito às questões LGBTQI, também estão representadas”.

Além da pluralidade de assuntos, Milagres destaca o intercâmbio com outras regiões do país, já que o festival traz peças de diversas localidades do Brasil. “É importante trazer pessoas de fora. Essa é uma forma de apresentar outras realidades e dar oportunidade ao público de saber o que está se passando em outros lugares ”, afirma.

Ela destaca, inclusive, a cena “A Mata Silêncio”, do Pará, que coloca em debate as questões indígenas. “Para nós, esta foi uma escolha muito feliz. É uma cena muito importante”, avalia. Além dos paraenses , o festival recebe produções do Rio de Janeiro, São Paulo, da Bahia e do Paraná; além de selecionar cenas de Minas Gerais, naturalmente.

Novidades

Comemorando 18 anos de existência (e resistência), o Festival de Curtas traz uma programação que busca cada vez mais ocupar novos espaços. “A gente quis colaborar com o entorno do Galpão Cine Horto, criar uma relação com ele”, conta Milagres. Para isso, o evento trouxe de volta as Cenas de Rua, atração que não fazia parte da programação desde 2008. “Nós queríamos também fomentar o teatro de rua”, ressalta.

Outra novidade do evento é a Feira da Benfeitoria, que leva, também para os entornos do Galpão Cine Horto, diferentes produtores locais.

Serviço: 18º Festival Cenas Curtas, de amanhã a 17 domingo no Galpão Cine Horto (rua Pitangui, 3613 – Horto). Confira a programação completa em www.galpaocinehorto.com.br. Mais Informações: (31) 3481-5580