“Após várias viagens que fiz pelo mundo, cheguei à conclusão de que a gentileza é um bom canal para permear os diálogos nos centros urbanos. Quando se chega com grosseria, a reação é de grosseria. E o contrário também funciona”. A reflexão é de Patrícia Tavares, idealizadora do festival Verbogentileza, cuja terceira edição acontece entre sexta-feira (10) e domingo (12), na Praça Floriano Peixoto.

O evento traz várias atrações gratuitas, de diferentes áreas: da kundalini yoga à oficina de fermentação da Cozinha Nômade, passando por oficinas de fotografia e dança, sarau e feira de flores. “Ao fim da segunda edição, entendi que o festival era mais que uma iniciativa, mas uma rede que conecta pessoas, coletivos, marcas e artistas interessados em viver uma cidade melhor”, diz Tavares.

Além de ter o ato da gentileza como pilar, o festival traz, a cada edição, uma temática conceitual. “Não queria que fosse só um projeto de entretenimento, mas que propusesse questões importantes de forma leve e agradável. No ano passado, falamos sobre o tempo, pois percebemos que parte das interações ruins entre as pessoas tem a ver com a falta de tempo para dar atenção ao outro”, relembra a idealizadora. “Já nesta edição trabalhamos com a palavra convidar. Quando convidamos, trazemos o outro para uma revolução coletiva”.

Assim, através de convites pessoais, foi construída uma programação volumosa, com grandes nomes da música local e nacional. “Montamos a programação por onda astral. Abrimos hoje com uma limpeza, com kundalini yoga e DJ Palomita. No sábado, dia mais animado, teremos Orquestra Atípica de Lhamas, Sagrada Profana, Nath Rodrigues e DJ Divine. E no domingo, dia mais tranquilo, vamos contar com Moons, Coladera, Castello Branco e DJ Naroca. Vai ser incrível”, instiga Tavares.

Serviço: 3º Festival Verbogentileza. Sexta-feira (10), das 17h às 22h; sábado (11) e domingo (12), das 10h às 22h, na Praça Floriano Peixoto (Av. do Contorno, s/n – Santa Efigênia). Evento gratuito.