Fomentar e discutir a produção de teatro infanto-juvenil contemporânea. Essa é a proposta da edição especial da mostra de escrita teatral “Janela da Dramaturgia, que começa hoje no SESC Palladium. Com atrações gratuitas, a programação inclui leituras dramáticas de textos inéditos, bate-papos e um laboratório de dramaturgia.

Mais do que apresentar trabalhos inéditos e discutir a produção voltada para crianças e adolescentes, o projeto surge também como uma possibilidade de ir além do lugar comum do teatro infanto-juvenil. “As temáticas são experimentais e contemporâneas. Uma seleção de textos investiga a questão da transexualidade, alguns falam sobre a morte, o medo, entre outros assuntos. São questões existenciais e sociais muito presentes no teatro adulto, mas experimentadas para crianças”, destaca Vinícius Souza, coordenador geral do projeto. “Elas não estão distantes dessas temáticas, porque também têm suas angústias, vivem suas descobertas”, pontua.

Diogo Horta Miguel, analista de serviços sociais do SESC, destaca que a programação também apresenta novas possibilidades e novos olhares. “O projeto descortina um pouco o teatro, já que o público não vai ter contato com o espetáculo pronto, mas sim com pessoas lendo esses textos”. Ele ressalta a importância de apresentar essa perspectiva. “Mostrar esse processo de produção é um ponto fundamental para a relação com essas crianças e adolescentes. Elas têm a oportunidade de ver outros lugares do teatro, ver como ele é construído, porque algumas coisas são feitas e outras não”, exemplifica.

Programação

Com coordenação do autor Raysner de Paula – que também apresenta um inédito, “Trumaré”, no sábado – o Laboratório de Dramaturgia infanto-juvenil dá o pontapé inicial à mostra, que tem atividades durante todo o mês de outubro no SESC Palladium. “Essa é a primeira oficina voltada para esse público. Queremos colocar os artistas para pensar, experimentar e escrever textos infanto-juvenis”, conta o coordenador do projeto. Além da oficina, uma mesa redonda na sexta-feira coloca em debate a produção dramatúrgica para crianças e adolescentes.

O público também vai poder conferir a leitura dramática de textos inéditos produzidos por oito autores mineiros – Adélia Carvalho, Assis Benevenuto, Cris Moreira, Byron O’Neill,Francisco Falabella Rocha, Marina Viana, Raysner de Paula e Sérgio Abritta – em leituras dramáticas aos sábados.

Serviço: Janela da Dramaturgia, no Sesc Palladium (av. Augusto de Lima, 420  – Centro): laboratório de dramaturgia infanto-juvenil, de hoje a sexta, às 19h; Mesa redonda, sexta, às 19h e leituras dramáticas aos sábados (de 07 a 28 de outubro), às 16h. Entrada gratuita. Mais informações: (31) 3270-8100