Com três áreas destinadas a exposições, biblioteca municipal, café, teatro de bolso e uma sala de oficinas e multimeios, o Museu da Moda de Belo Horizonte (Mumo) abre suas portas para os moradores da capital, em reconhecimento ao pólo de confecções que é BH, uma cidade ligada à moda.

Em um iniciativa da Prefeitura e da Fundação Municipal de Cultura, o segmento moda unido à indústria têxtil agora têm um espaço público, o primeiro da categoria em todo Brasil.

Colocado pela PBH como uma evolução do Centro de Referência de Moda (que deu lugar ao Mumo, inclusive o ponto físico - rua da Bahia, 1.149, no Centro), o Museu da Moda pretende aperfeiçoar aquilo que já estava dando certo, acrescentando o desafio museológico de adequar e trazer conteúdo coerente para a população.

“O projeto do Museu da Moda surgiu há sete anos, no Museu Histórico Abílio Barreto - MHAB, quando começamos a juntar coleções de diversos períodos da história da cidade. Em 2012, nasce o Centro de Referência da Moda que agora, transformado em museu, terá, além do acervo guardado no MHAB, sua própria reserva, e poderá abrigar mais peças”, explica Leônidas de Oliveira, presidente da Fundação Municipal de Cultura.

Espaços

Para abrir os trabalhos, está disponível para visitação a exposição "33 Voltas em Torno da Terra. Memórias e raízes da Indústria Têxtil de Minas Gerais". 

O foco é mostrar a indústria têxtil mineira e sua importância econômica, cultural e social para as comunidades e explora o algodão como fio condutor, forma programadas várias atividades.

“Essa história será contada por meio de mapas, gráficos e vídeos e a cenografia de cada sala, composta por instalações, remeterá o público a uma fábrica de tecidos”, ressalta o curador Antonio Fernando Batista Santos, doutor em Artes Visuais e coordenador do curso de Design de Moda da Fumec.

Além da exposição, estão disponíveis palestras, shows e seminários.Toda a programação tem entrada franca, mediante retirada de senhas 30 minutos antes. As informações podem ser obtidas no bhfazcultura.pbh.gov.br ou mumo.fmc@pbh.gov.br ou (31) 3277-4384.