O namorado do cantor George Michael, morto no dia 25/12, negou que sejam de sua autoria os posts em sua conta do Twitter dizendo que o artista teria cometido suicídio.

Fadi Fawaz diz que os posts foram obra de hackers - que, além de tudo, ainda deletaram sua conta na rede social. Foi ele quem encontrou o artista morto, na manhã de Natal, em sua casa no Reino Unido.

Fawaz se disse "chocado" com a invasão de seu perfil, mas afirmou que "não vai se preocupar com tais coisas". 

A série de tuítes, postados nesta manhã, dizia que George Michael havia tentado se matar várias vezes. "Tudo o que ele queria era morrer", dizia um dos textos.

"É um pouco assustador, para ser sincero. Não fui eu que fiz os posts. Acordei às 11h30 com a notícia", afirmou Fawaz.