O que é sonho pode ser pesadelo; e vice-versa. O cinema de Tim Burton vive destes contrastes, encontrando beleza, por exemplo, no sombrio, como destaca Breno Lira Gomes, curador da mostra “Tim Burton e suas histórias peculiares”, com início hoje no Sesc Palladium.

“Os filmes de Burton são aclamados pelos nerds e geeks porque ele põe na tela o que era quando adolescente. Criado numa Califórnia ensolarada, só gostava de ficar no escuro. Edward (personagem de ‘Edward Mãos de Tesoura’) é a síntese dele: triste e carismático”, registra.

A mostra apresentará todos os longas dirigidos por Burton, da comédia de humor negro “Fantasmas se Divertem” (1987) a “O Lar das Crianças Peculiares”, seu mais recente filme, passando por releituras como “Batman”, “O Planeta dos Macacos” e “A Fantástica Fábrica de Chocolate”. “Sempre tive vontade de fazer uma mostra com os filmes dele, que, no Brasil, têm um grupo de fãs muito forte. E o fato de nunca ter sido realizada (uma retrospectiva completa), a torna mais relevante”, observa Gomes.

O curador incluiu na mostra sete títulos com produção do cineasta e 14 obras que são referência e inspiração para o seu trabalho. Até o dia 5 de novembro, acontecerão 60 sessões, sendo que as de hoje serão feitas no Grande Teatro do Palladium. As demais ocorrerão na sala de cinema. “Burton sempre teve liberdade para gerir os seus projetos, fazendo-os do jeito que imaginava. Mesmo quando realiza filmes para o público infantil, como ‘Alice no País das Maravilhas’ e ‘Frankweennie’, eles continuam sendo autorais, brincando com o sombrio e o bizarro”, observa o curador.

A mostra contará com debates sobre aspectos da obra de Burton. Um deles enfocará a influência do horror. “Não por acaso ele escalou ícones do gênero como Vincent Price e Christopher Lee. Burton chegou a filmar no estúdios das clássicas produções de terror inglesas”, destaca.

Gomes também produziu mostras sobre John Waters e Pedro Almodóvar, que carregam semelhanças com Burton. “A marca deles é a estética, tendo cuidado (ou descuido, no caso de Waters) com o que veremos na tela. Além de trabalharem personagens que estão à margem”.

Mostra “Tim Burton e suas histórias peculiares” – De hoje a 5 de novembro. No Sesc Palladium (Av. Augusto de Lima, 420). Entrada franca, com exceção de hoje, cujos ingressos custam R$ 10 e R$ 5 (meia).