O filme "Okja" do sul-coreano Bong Joon-ho, o primeiro do Netflix a disputar a Palma de Ouro, teve sua primeira exibição nesta sexta-feira em Cannes marcada por um incidente, com uma interrupção de vários minutos por um problema técnico.

Na primeira exibição do filme no Grande Teatro Lumière do Palácio do Festival, a cortina não estava completamente suspensa sobre a tela e tapava 3/5 da imagem, como por exemplo a cabeça da atriz principal, Tilda Swinton.

Na sala, onde a expectativa era grande para a projeção aguardada e polêmica, algumas vaias e aplausos foram registrados para alertar os técnicos.

"Ha, isto não foi realmente feito para o cinema", ironizou um espectador em referência à plataforma de streaming, enquanto outro criticava um "bando de incompetentes". 

A exibição foi retomada após oito minutos de interrupção.

Quando o logo do Netflix apareceu durante os créditos,