A lenda do rock n' roll Chuck Berry morreu neste sábado aos 90 anos, disse a polícia do estado americano do Missouri. "O Departamento de Polícia do Condado de St. Charles confirma com tristeza a morte de Charles Edward Anderson Berry pai, mais conhecido como o músico lendário Chuck Berry", disse o departamento no Facebook.

A polícia respondeu a uma emergência médica em uma casa na área, que fica no leste do estado de Missouri, perto da cidade de St. Louis. Socorristas encontraram um homem inconsciente e não conseguiram reanimá-lo, disse o comunicado. 

Berry, guitarrista e cantor, era conhecido por sucessos como "Roll Over Beethoven" e "Sweet Little Sixteen" nos anos 50 e 60. Considerado um dos criadores do rock'n roll, Chuck Berry ajudou a definir a cultura popular da década de 1950 e o futuro da música combinando o Rhythm & Blues, a guitarra country e uma performance única nos palcos.

Seu hit de 1958 "Johnny B. Goode" foi tão influente que foi escolhido pelo programa espacial dos Estados Unidos para representar o gênero rock para possíveis ouvintes extraterrestres na sonda espacial Voyager. No último 18 de outubro, ao completar 90 anos, Berry anunciou o lançamento do seu primeiro álbum em 38 anos.

O álbum, intitulado "Chuck", foi gravado em um estúdio perto de Saint Louis, sua cidade natal, e deve ser lançado no decorrer deste ano. Berry, considerado um dos melhores guitarristas de todos os tempos, dedicou o disco à sua esposa, Themetta Berry, com quem viveu durante os últimos 68 anos. 

"Querida, estou ficando velho! Trabalhei durante muito tempo neste disco. Agora posso pendurar as chuteiras", disse o cantor então em um comunicado. 

Berry gravou o novo álbum com a banda que lhe acompanhou durante duas décadas de apresentações no Blueberry Club em Saint Louis e na qual seu filho Charles Berry Jr. toca guitarra. Chuck Berry foi parte do primeiro grupo de cantores a entrar no Hall da Fama do Rock and Roll de Cleveland (Ohio) em sua abertura, em 1986.