Um protesto-performance será realizado amanhã, às 18 horas, do lado de fora da Funarte, antes da última apresentação da peça "O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu", para chamar a atenção para os números de assassinados pela "LGBTfobia".

A performance tormará a forma de uma procissão, antes de entrar para o culto que é celebrado na peça. Será montado um altar na calçada da Funarte com fotos de algumas pessoas assassinadas, cruz, flores e velas.

Os organizadores solcitam aos participantes para vestirem de preto, como luto, ou de branco, símbolo da paz, carregando, se possível, velas e flores para deixarem no altar.

"O Evangelho...", que foi encenada no Festival Internacional de Teatro (FIT), em 2016, voloua à capital mineira depois de o Tribunal de Justiça de São Paulo derrubar a liminar que proibia a exibição do espetáculo em Jundiaí, em São Paulo.

A tentativa de barrar a peça se deve ao conteúdo, que mostra um Cristo transexual. O espetáculo é um monólogo protagonizado pela atriz trans Renata Carvalho, que assume o papel de Jesus.

A Funarte fica na Rua Januária, 68, no Centro de Belo Horizonte. Ingressos a R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia).