A partir de uma seleção feita nas redes sociais, o estilista mineiro Ronaldo Fraga escalou 28 transexuais para cruzar sua passarela da São Paulo Fashion Week (SPFW), nesta quarta-feira (26). 

De mulheres operadas a travestis, sua coleção levanta a bandeira da transfobia para lembrar aos convidados que o Brasil é o país com o maior número de assassinatos de transexuais em todo o mundo. 

Leia mais:

Cores neutras, alfaiataria e tricô na...

A feminilidade e o empoderamento na São...

Texturas e volumes nas criações de Patrí...

Do romantismo à inspiração indiana na...

Ousadia

O anúncio da escalação era anônimo e as modelos receberam uma mensagem do produtor Fernando Valiengo convidando para o desfile. Valentina Sampaio, trans que chamou a atenção no desfile da À La Garconne, de Alexandre Herchcovitch, foi uma das escaladas

Fraga, um dos mais ousados estilistas brasileiros, sempre questiona estereótipos de beleza em suas coleções. Em 2009, por exemplo, ele colocou idosos na passarela de sua coleção inspirada na peça Giz, da companhia de teatro Giramundo.