Tudo começou como uma roda de samba de natal, no bairro Alto Vera Cruz, mas a festa ultrapassou as fronteiras da comunidade. Assim, o “Samba de Noel” chega a sua 9ª edição atraindo um público de todas as partes de Belo Horizonte e reunindo, no dia 25, vários artistas de cena belo-horizontina.

Com um dia inteiro dedicado à música, ao lazer e a cultura, o Samba de Noel reúne shows de vários artistas. “Cada ano é uma caixinha de surpresas”, diz o músico Robson Batata, um dos idealizadores do evento, destacando o sucesso da festa. “O grande lance do crescimento é que hoje o ‘Samba de Noel’ virou também uma referência para artistas que estão começando na música. Virou um palco de oportunidades”, destaca. Prova disso é que além de reunir veteranos, o evento traz nesta edição Juan Leonel, um artista de 8 anos apaixonado por samba.

Mesmo com sua expansão, Batata ressalta a importância do evento para o Alto Vera Cruz. “É uma oportunidade da comunidade ficar mais perto dos artistas que escutam na rádio”, sublinha. Uma delas é a cantora Aline Calixto, presença constante no Samba de Noel, e também escalada para a edição de 2017. “Esse é um projeto que já apoio há alguns anos, praticamente desde o início. Estive em umas seis, sete edições. Sempre que estou em BH, participo e contribuo com o evento”, diz.

A cantora sublinha o valor da iniciativa. “É importante porque você oferece um produto cultural de qualidade para a comunidade. As pessoas de outros bairros também sobem o morro, vão lá para curtir. É também uma forma de socialização, promovendo esse encontro do morro e do asfalto”.

E não é só a música que faz o Samba de Noel. O evento promove a arrecadação de alimentos, doados para a comunidade do Alto Vera Cruz. “Poder ajudar a comunidade é, o lado mais gostoso”, confessa Batata.

Serviço: Samba de Noel, segunda-feira, na av. Belém, 60 – Alto Vera Cruz, de 10h às 22 horas. Entrada: 1 kg de alimento não perecível