A nova tendência do mundo da moda é a pele falsa. Algumas das maiores marcas de roupas e acessórios do mundo, como Gucci, Calvin Klein e o grupo Armani, já estão produzindo coleções sem usar pele de animais. Agora, foi a vez do estilista Tom Ford, que possui uma marca que leva seu nome, anunciar que não usará mais pele de animais (como vison e raposa) criados para este fim.

A novidade começa na próxima coleção da marca que será apresentada nesta quinta-feira, 8, durante a Semana de Moda de Nova York. No entanto, o designer afirmou que continuará usando couro e pele de animais que são criados para produção de alimentos, como vacas e carneiros.

Em entrevista ao portal WWD, Ford disse que sua decisão foi inspirada na sua nova dieta vegana, da qual é adepto desde o último ano. "Virar vegano faz você repensar, comecei a usar muito mais pele falsa, mas não estou pronto para dizer que estou livre do uso de pele", contou.

"Mas nas minhas próximas coleções, estou limitando o uso deste material aos animais que vão virar comida. Isso significa couro de vaca e pele de ovelha, mas não pele de animais que são criado exatamente para isso."

Ele também acrescentou que não considera a pele sintética a melhor opção, por ser produzida a partir do petróleo e não ser biodegradável. "Eles compram, usam por algumas estações, e depois jogavam fora", explicou Ford. "Um casaco de pele é reciclado. As pessoas os usam por 30 anos, depois os dão para os seus filhos, que os transformam em travesseiros."