Um veterano da Marinha dos Estados Unidos fez uma lista com atividades para o cachorro dele fazer antes de morrer. O labrador Cena, que é um detector de bombas e se tornou companheiro do militar Jeff DeYoung, foi diagnosticado com câncer nos ossos e tinha algumas semanas de vida.

Os dois formam uma dupla inseparável desde 2009, quando foram unidos com base em suas personalidades para irem ao Afeganistão. Lá, eles eram responsáveis por andar à frente das unidades de patrulha em busca de explosivos.

"Ele foi treinado para detectar mais de 300 tipos diferentes de explosivos e se ele sente o cheiro de algo interessante durante a patrulha, ele se deita e me avisa, e então eu chamo um técnico em explosivos", disse DeYoung à BBC.

Depois de voltar da guerra, Young começou a sofrer de estresse pós-traumático e ansiedade de separação por ter ficado longe de Cena. Levaria quatro anos até que eles fossem unidos novamente, quando o militar decidiu adotar o cachorro, que o apoiou na cura do trauma.

Infelizmente, Cena foi diagnosticado com câncer no ossos há uma semana, o que lhe deu mais algumas semanas de vida. Um crowdfunding foi iniciado para cobrir os custos do aluguel do veículo, que serviria para os dois aproveitaram uma última viagem juntos, e de uma estátua ou busto do cachorro.

Uma das últimas postagens de DeYoung no Facebook diz que Cena vai fazer sua jornada final nesta quarta-feira em Mus