Um bebê de quatro meses morreu, na última quarta-feira (17), no Hospital Municipal de Januária, no Norte de Minas e a Polícia Militar suspeita que ele tenha sido vítima de agressão. O menino chegou ao pronto socorro, em estado grave, com hematomas no rosto, nas costas, no abdômen e na nuca. Ele morreu no mesmo dia após sofrer uma parada cardíaca. 

Após examinar a criança, o médico chamou a PM e na versão da mãe, ela estava amamentando o bebê, que teria engasgado. Desesperada, ela pediu ajuda aos vizinhos, que acionaram o Corpo de Bombeiros.

Questionada sobre os hematomas no corpo da criança, ela explicou que no último domingo, o filho estava na cama e caiu depois de ser puxado pelo irmãozinho dele, de apenas dois anos de idade.

Mas o pai do bebê, e ex-companheiro da mulher, contou uma versão bem diferente aos policiais. Segundo ele, os ferimentos na criança foram provocados durante um desentendimento entre a mãe e o atual namorado dela. E que o menino teria caído do colo dela durante a briga.  

Ainda segundo a PM, na tarde de quarta-feira (16), a mãe teria tentado se matar, ingerindo um veneno conhecido como chumbinho. Ela foi atendida no Hospital Municipal de Januária e liberada.