Jogar no Independência pela Copa do Brasil não traz apenas lembranças felizes para o Atlético. Mas ao menos um retrospecto é totalmente favorável para que o clube saia do Horto satisfeito na noite desta quarta-feira (14).

O Galo precisa apenas de um empate com o Figueirense, às 21h45, no jogo da volta pela terceira fase, para avançar e somar mais uma apresentação invicta na competição desde a reinauguração do estádio.

De 2012 para cá, o Galo venceu cinco e empatou três partidas pelo torneio no local. Um aproveitamento de 75% que “entrará em campo” hoje junto com Victor, Leonardo Silva, Luan e companhia.

Os três jogadores, inclusive, são personagens dessa história sem derrotas da equipe atleticana. Luan – que deverá voltar ao banco de reservas – é o “artilheiro” deste recorte no estádio, com dois gols, um deles na final contra o Cruzeiro, em 2014.

Victor, por sua vez, acumula importantes defesas, e Léo Silva impediu que os próprios catarinenses quebrassem a marca em 2015, ao empatar o duelo em 1 a 1, já nos acréscimos.

“O Figueirense é uma equipe muito difícil de enfrentar, e fui feliz algumas vezes fazendo gol. Mas a maior preocupação agora é não sofrer gols, para que a nossa equipe fique mais próxima da classificação”, afirmou o zagueiro-artilheiro e capitão do Galo. 

Ficha Atlético x Figueirense

Alguns desses 12 jogos de invencibilidade não garantiram a sobrevida do alvinegro na Copa do Brasil. Os triunfos sobre Goiás (2012) e Botafogo (2017) foram insuficientes para compensar os resultados obtidos fora de casa. O Galo ainda ficou no empate por 2 a 2 com os cariocas em 2013, depois de ter sido derrotado por 4 a 2 no Maracanã.

Nesta quarta, qualquer empate ou vitória classificará o Galo para a quarta fase. Se o Figueirense vencer por um gol de diferença durante os 90 minutos, independentemente do placar, a vaga será decidida nos pênaltis. Em caso de revés por uma margem maior, o time mineiro estará eliminado.

No duelo de ida, o Atlético venceu no estádio Orlando Scarpelli por 1 a 0, com gol de Otero. E, conforme a nova regra do torneio, o gol marcado na casa do adversário não serve mais como critério de desempate.

Se passar pelo Figueira, o Atlético acumulará R$ 5,4 milhões em premiações nesta Copa do Brasil e conhecerá o próximo rival através de sorteio.

 

arte