O inglês Lewis Hamilton não deu chance aos adversários no GP da Inglaterra de Fórmula 1. Com o apoio dos torcedores durante a semana, ele foi o mais rápido nos treinos livres, garantiu a pole e venceu neste domingo de ponta a ponta com direito a volta mais rápida da prova realizada no circuito de Silverstone.

"Não consigo descrever o sentimento de vencer em casa. É incrível subir no pódio aqui. Fico muito orgulhoso de ver as bandeiras da país em todos os lugares. A torcida nesta semana foi imensa e estou realmente orgulhoso em poder retribuir isso tudo. Tenho que agradecer todos os torcedores que nos apoiaram e o esforço da equipe. O Valtteri (Bottas) também fez um excelente trabalho e, por isso, o final de semana foi perfeito para a gente", comemorou.

Com a vitória, Hamilton chegou aos 176 pontos e agora está a apenas um de distância do líder Sebastian Vettel, que teve o pneu furado na última volta e caiu do terceiro para o sétimo lugar. Bottas, que largou em 9º, terminou em segundo lugar. Kimi Raikkonen, que vinha na segunda colocação, também teve o pneu furado e terminou em terceiro.

"Tive sorte no final de semana. Mas primeiramente preciso destacar o trabalho excepcional da equipe. Fiz uma boa largada e depois consegui abrir uma boa distância em relação ao Kimi. Depois ouvi que alguns carros tiveram os pneus furados. Então, nas últimas voltas, diminui o ritmo porque sabia que os outros estavam tendo problemas", analisou Hamilton.

Foi a quinta vitória do piloto da Mercedes em Silverstone, sendo a quarta consecutiva. Com isso, ele empatou com o compatriota Jim Clark e com o francês Alain Prost como os maiores vencedores do circuito inglês.

Questionado sobre o embalo na briga pelo título, Hamilton foi cauteloso. "O plano é esse (conquistar o campeonato). O plano é esse. Mas, até lá, tem muito chão pela frente". A próxima etapa da Fórmula 1 acontecerá em Budapeste, palco do GP da Hungria, em 30 de julho.