Quando definiu o rompimento de contrato com a Dryworld e acertou o retorno da Topper, a diretoria do Atlético pediu para que a fornecedora de materiais brasileira já apresentasse os dois novos modelos de camisas a serem confeccionados para a próxima temporada. No ato da assinatura de contrato de quatro temporadas, Galo e Topper já definiram como será o design das camisas de jogo (versão mandante e versão visitante) para 2017 e o mantém em segredo.

A fabricação da nova coleção de uniformes do Atlético, entretanto, só deve chegar às lojas e ao clube em março. A Topper não teria como entregar um exoval completo já em janeiro. Assim sendo, o Galo irá disputar a Florida Cup e o Campeonato Mineiro com uma camisa "provisória", assim como foi feito em 2010, quando a empresa chegou ao clube pela primeira vez.

Este modelo "tampão", que será comercilizado nas Lojas do Galo, também já tem o desenho definido. A Topper irá ressucitar um modelo camisa que apresentou ao Atlético durante a primeira parceria, mas que não chegou a ser fabricada.

Para os novos modelos de jogo a partir de março, que o Atlético irá utilizar na Copa Libertadores e no Campeonato Brasileiro, o desenho das camisas não partiram da empresa de design gráfico que a Topper mantém contrato (David The Agency). A agência deverá colocar "as mãos na massa" para a terceira camisa do Galo em 2017, a ser lançada durante o segundo semestre do ano que vem.