Gustavo Bou chutou o balde. Não quer ficar mais no Racing, após duas temporadas completas pela equipe de Avellaneda. O atacante de 26 anos vira, assim, alvo de muitas sondagens e especulações. Entre os interessados para comprá-lo está o Atlético. A 'Pantera' vira a opção para substituir Lucas Pratto, caso o camisa 9 seja negociado pelo Galo.

Pratto custa, nas exigências do Atlético, 15 milhões de euros (R$ 52,6 milhões). Fortuna esta que times médios da Europa não teriam como pagar (o Sevilla, por exemplo, já gastou isso nesta temporada, no maior investimento de sua história). Bou é mais barato. 

Para vendê-lo, o Racing pede 8 milhões de dólares (R$ 27 milhões). Mas segundo informações do Diário Olé, a diretoria racinguista toparia dar um desconto que reduziria o preço para 5 milhões de dólares (R$ 17 milhões), conforme o andamento das tratativas, já que o atacante artilheiro da Libertadores 2015 exige sair. O jogador tem, segundo informações da imprensa argentina, sondagens do futebol mexicano e do São Paulo.

Consultado pelo Hoje em Dia a respeito da possibilidade de Bou ir para o Galo, o presidente do Racing, Victor Blanco foi curto e grosso: "Pode ser", disse o mandatário. Apesar de ter enfrentado problemas de lesão no último ano, o centroavante participou ativamente da reta final e é um desejo já antigo para a diretoria alvinegra. Bou esteve ligado ao Atlético em dezembro do ano passado. 

Ele e o presidente Daniel Nepomuceno  se encontraram no sorteio dos grupos da Libertadores deste ano. Na ocasião, aos se esbarrarem num elevador, conversaram sobre uma possível transferência para BH.

Se Pratto for mesmo vendido pelo Atlético, o clube mineiro irá atrás também de Diego Tardelli. O atacante brasileiro, entretanto, precisa resolver sua situação com o Shandong Luneng, com quem tem contrato até 2018 e está afastado da equipe para não ocupar uma das três vagas de estrangeiro no time titular.

Atualizada às 0h17*