O América segue se preparando para a temporada 2017. Com o retorno à Série B do Campeonato Brasileiro, a diretoria e a comissão técnica do Coelho seguem se mobilizando para definir o elenco que inicia o próximo ano. 

Além de confirmar a saída de vários jogadores, que fizeram parte da campanha que culminou no rebaixamento do time no Brasileiro, o clube anunciou  até o momento a chegada de três reforços: o lateral-direito Alex Silva, que veio do Atlético, o meia Gérson Magrão, ex CRB, e o atacante Hugo, que estava no Juventude. 

O próximo a vestir a camisa alviverde deve ser o volante Gustavo Blanco, de 22 anos, que pertence ao Bahia, e pode ser emprestado ao Coelho até o fim de 2017.

O jovem jogador, que tem contrato com a equipe baiana até 31 de dezembro de 2018, estreou pelo time principal do Tricolor de Aço em 2015, sob o comando do técnico Sérgio Soares. 

Na temporada atual, Gustavo chegou a receber chances com Doriva, mas perdeu espaço após a chegada de Guto Ferreira. O volante disputou 13 jogos na temporada, e não atua desde julho.

Apesar de negar o acerto, o diretor de futebol do América, Ricardo Drubscky confirma o interesse no jogador e revela quais os planos para esse fim de ano. 

"Temos muito interesse no Gustavo, mas a negociação ainda está em andamento. A nossa ideia é anunciar mais três reforços até o dia 26. Vamos trabalhar para isso", revelou Ricardo. 

Avaliação criteriosa 

O dirigente ainda faz questão de ressaltar que a diretoria vem trabalhando incessantemente na reformulação do elenco, e destacou quais as maiores dificuldades encontradas até o momento. 

ricardo drubscky

Drubscky destaca o planejamento para 2017

"Nós temos o interesse em jogadores do Bahia, do Vitória, do Internacional, do Atlético e do Cruzeiro, clubes que temos uma boa relação. O maior dificultador vem sendo a parte financeira, já que os clubes não aceitam arcar com parte dos salários dos jogadores". 

Drusbscky também reconheceu a necessidade de reforçar o grupo de jogadores, mas deixou claro que, apesar das dificuldades, todas as contratações serão realizadas com bastante ponderação.

"Sabemos da necessidade de contratar, e que os jogadores cheguem para serem titulares. Entretanto, estamos sendo muito criteriosos. Estamos em uma missão difícil (reformular o elenco), mas estamos fazendo tudo com muito critério".

Em 2017, o América terá pela frente as disputas do Campeonato Mineiro, da Primeira Liga, da Copa do Brasil e do Campeonato Brasileiro da Série B. 

* Colaborou Lucas Borges