Em busca da reabilitação no Campeonato Brasileiro, o América confirmou a contratação de mais um reforço para a sequência da temporada. O atacante Nixon, que pertence ao Flamengo, chega por empréstimo até dezembro deste ano. O negócio foi confirmado por um dos integrantes do Conselho de Administração, Alencar da Silveira Júnior, por meio do Twitter.

O detalhe que preocupa a torcida alviverde é que Nixon não atua há quase um ano e cinco meses. A última partida do jogador foi no dia 22 de fevereiro de 2015, no empate em 1 a 1, com o Madureira, pelo Campeonato Carioca.  

Desde então, o atacante passou por duas cirurgias no tendão patelar do joelho esquerdo. Após um longo período de recuperação o jogador voltou a treinar normalmente, mas não fazia parte dos planos do técnico do Flamengo, Zé Ricardo.

Nixon chega para reforçar o carente setor ofensivo do Coelho, pior ataque do Brasileirão, com apenas nove gols em 15 jogos. Com a iminente saída de Borges e os constantes problemas físicos de Victor Rangel, o atacante de 23 anos se junta ao também recém-contratado Danilo Dias para tentar melhorar o rendimento no setor.

Leia mais:
Matheusinho festeja oportunidade de treinar com a Seleção Olímpica
Boicote a Sérgio Vieira e 'corpo mole': a realidade do lanterna América na Série A

Armador no BID

Apesar de o América não ter confirmado oficialmente a contratação, o nome do meia Diego Lopes foi publicado no Boletim Informativo Diário da CBF (BID). Emprestado pelo Benfica até o fim da temporada, o jogador pode estrear já na próxima segunda-feira (25), às 20h, contra o Flamengo, no estádio Kléber Andrade, em Cariacica (ES).

Mais reforços

Além de Nixon e Diego Lopes, o América trabalha para anunciar nas próximas horas a contratação de mais reforços. Os nomes dos meias Lucas Mugni, que pertence ao Flamengo e estava emprestado ao Newell's Old Boys (Argentina), e Eisner Loboa, do Monarcas Morélia (México) e do atacante Michael, do Fluminense, são os mais cotados.

Novo técnico

A diretoria também segue em busca de um novo treinador. Após a demissão de Sérgio Vieira, a cúpula alviverde busca um consenso em torno do novo comandante. Enquanto parte do conselho defende a contratação de um nome experiente, outra ala pretende apostar em treinadores com um perfil emergente. Enquanto o clube não define o novo técnico, o auxiliar permanente Cláudio Prates comanda a equipe interinamente. 

* Colaborou Lucas Borges