No Lanna Drummond, o futebol é mais americano do que nunca. Na manhã desta quarta-feira (29), a diretoria do América e os representantes do Minas Locomotiva, time de futebol americano de Belo Horizonte, apresentaram o projeto conjunto na criação da equipe do esporte da bola oval, batizada de América Locomotiva.

Tradicionalmente vermelho (cor já utilizada pelo Coelho ao longo de sua história), o Minas Locomotiva agora irá se pintar de verde, branco e preto para a temporada 2018 em seguinte. Na apresentação da equipe, o presidente do América, Alencar da Silveira Jr. externou a ligação que enxergou entre as duas agremiações quando o projeto chegou em suas mãos.

“Para nós, é uma parceria muito importante e com várias possibilidades para o futuro. Logo nas conversas iniciais, percebemos que América e Minas Locomotiva poderiam ter muitos negócios convergentes, o que garante um projeto sustentável a longo prazo. Somos um Clube centenário e vitorioso, que está se unindo a uma agremiação de vanguarda e também acostumada a vencer. Nossos valores são parecidos e, com certeza, o América Locomotiva vai dar sequência de forma positiva a essas histórias”, disse Alencar.

“É com alegria enorme que estamos aqui. É uma parceria que nós conseguimos firmar, um sonho que realizamos por estar juntos de uma marca tão forte como a do América.  Esperamos que seja uma no de vitórias e que a marca América Locomotiva seja um grande vencedor”, completou Thiago Paranhos, presidente do Minas Locomotiva.

ESCOLINHAS
O América esclareceu que a intenção da parceria não é apenas colocar o escudo ou o nome no Minas Locomotiva. Haverá a propagação do esporte que cresceu no Brasil de forma avassaladora dentro do ambiente interno do clube, como por exemplo, nas escolinhas do Coelho. 

“Esse não é um projeto no qual o América apenas cede seu escudo e camisa. Estamos apostando em negócios em conjuntos que darão sustentabilidade a tudo o que planejamos. Queremos atingir novos públicos e miramos em uma modalidade moderna e que, de certa forma, ainda é novidade no Brasil”, explica Erley Lemos, Diretor de Marketing e Negócios do América.