Um empate que deixou gostinho de "poderia ter sido melhor". Assim foi o 1 a 1 entre América x Inter, na noite desta terça-feira (14), no Independência. Melhor que o Colorado nos 45 minutos finais, o Coelho evitou a derrota para o favorito ao título da Série B do Brasileirão, mas, principalmente, deixou escapar a vitória que o faria subir bons degraus na tabela.

Com o resultado, o time alviverde chegou aos 9 pontos e terminou a sétima rodada na nona posição. O Inter, por sua vez, chegou aos 12 e deixou o G-4 da competição de acesso. Na quinta colocação, hoje o time gaúcho não garantiria retorno à elite do futebol nacional. Contudo, restando 31 rodadas, é precoce qualquer afirmação deste tipo.

Na próxima rodada, o Coelho terá pela frente o Oeste-SP. O duelo, no interior paulista, será no próximo sábado (17), às 21h, na Arena Barueri.

O jogo

Apesar de ter criado a primeira grande chance de gol, aos 9 minutos, com o atacante Bill, o América acabou supreendido, aos 18, com Nico Lopez, substituto de Pottker - titular que deixou o campo no início da partida. Sozinho na pequena área, o camisa 7  balançou as redes de João Ricardo e abriu a contagem no Horto.

Tentando chegar ao empate, principalmente com a dupla Luan e Bill, o mandante do duelo não conseguiu superar o goleiro Danilo nos 45 minutos iniciais.

Na segunda etapa, porém, veio a recompensa. Aos 7, de cabeça, o zagueiro e capitão Rafael Lima deixou tudo igual. O gol acendeu o time americano que, empurrado pela torcida, se jogou ao ataque em busca da virada. O Inter, por sua vez, dava sinais de abatimento.

E o ímpeto do América se manteve. Superior ao adversário na volta do intervalo, o time de Moreira quase conseguiu balançar as redes pela segunda vez, aos 21 minutos, mas Luan não alcançou cruzamento vindo do lado esquerdo. Um minuto depois, novamente com Nico Lopez, o Inter quase jogou ducha de água fria nos planos do Coelho. A bola, caprichosamente, parou na trave direita de "São João do Horto".

Sentindo a pressão americana, Guto Ferreira colocou o zagueiro Juan no lugar do atacante Carlos, velho conhecido dos mineiros por ter defendido desde as categorias de base o Atlético.

Seguindo a mesma tônica até o apito final, o placar no Independência não foi alterado. Apesar da enorme pressão dos donos da casa, o marcador seguiu intacto. Apesar de ter segurado o time favorito ao título da Segundona, o gostinho para os alviverdes foi de pontos desperdiçados.


Ficha Técnica:
AMÉRICA 1 X 1 INTERNACIONAL

América
João Ricardo; Norberto, Rafael Lima, Messias e Willian Oliveira; Ernandes, Zé Ricardo (Christian) e Gerson Magrão (Matheusinho); Hugo Cabral, Bill e Luan. Técnico: Enderson Moreira

Internacional
Danilo; Edenilson, Danilo Silva, Léo Ortiz e Uendel; Rodrigo Dourado, Fabinho e D'Alessandro; Pottker (Nico Lopez), Cirino e Carlos (Juan).
Técnico: Guto Ferreira

Gols: Nico Lopez, aos 18 minutos do primeiro tempo, para o Internacional; Rafael Lima, aos 7 do segundo tempo, para o América
Cartões amarelos: Fabinho (Internacional)
Público e Renda: 3.392 presente / R$ 20.497,00