O desempenho do América não foi bom, mas o Coelho fez o suficente para conquistar não só os três pontos como entrar no G-4 do Campeonato Mineiro. Com a vitória de 1 a 0 sobre o Uberlândia, no Independência, o clube pulou do quinto para o terceiro lugar, com 11 pontos somados em seis partidas.

O América tomou o lugar justamente do Uberlândia, que estava em terceiro lugar antes da rodada. O time do Triângulo Mineiro, com 9 pontos, teve muitas oportunidades, chegou a ser superior ao Coelho em vários momentos do jogo, mas esbarrou na boa marcação armada pelo técnico Enderson Moreira.

E foi justamente da defesa que saiu o único gol da partida. Numa cobrança de escanteio de Gerson Magrão, que lançou a bola no segundo pau, o zagueiro Rafael Lima subiu livre para cabecear e marcar, aos 23 minutos do primeiro tempo. O gol não assustou o Uberlândia, que buscou o empate ainda na etapa inicial.

No segundo tempo, o visitante tentou envolver o América, com maior posse de bola e jogadas pelas laterais, mas as oportunidades não se tansformaram em gol. Foi a 23ª vitória do América sobre o Uberlândia, que nunca venceu os americanos em seus domínios - foram 20 vitórias e três derrotas.

"Foi uma vitória super importante, embora não tenha sido nem de longe a melhor partida da equipe. Ainda temos muito a crescer. Como temos uma semana livre, vamos treinar ainda mais", observou Renan Oliveira. Para Gerson Magrão, o América não conseguiu envolver o adversário.

Na próxima rodada, o Coelho faz o clássico com o Cruzeiro, às 16h, no domingo, no Independência. Já o Uberlândia buscará retornar ao G-4 contra o Villa Nova, no estádio Castor Cifuentes, em Nova Lima. No mesmo dia e horário.


GOLS - Rafael Lima, aos 23 minutos do primeiro tempo
CARÕES AMARELOS - Jataí, Rodney, Auro
AMÉRICA ­- João Ricardo, Auro, Messias, Rafael Lima, Pará, Juninho, Rafael Jataí (Christian), Gerson Magrão, Renan Oliveira (Tony), Matheusinho (Marion) e Hugo Almeida. Técnico: Enderson Moreira
UBERLÂNDIA - Thiago Braga, Cesinha, Mauro Viana, Robinho, Vandinho, João Paulo, Alê (Marco Goiano), Rodney, Diogo Peixoto, Jefersom Berger (Marcos Nunes) e Schumacher (Reinaldo Alagoano). Técnico: Paulo Cézar Catanoce
ARBITRAGEM - Marco Aurélio Ferreira, auxiliado por Márcio Eustáquio Santiago e Marcyano da Silva Vicente.
PÚBLICO - 2.255 pagantes
RENDA - R$ 18.731,00