O técnico do América, Enderson Moreira, elogiou a postura da equipe em Porto Alegre, mesmo com a derrota por 1 a 0 para o Grêmio, na tarde de hoje. Para o treinador, o resultado mais justo talvez tivesse sido o empate, já que, para ele, o Coelho soube suportar a pressão do adversário e criou chances reais de gol, no decorrer da partida. 

O gol dos gaúchos, depois de uma aparente falta de comunicação entre o goleiro do Coelho e a zaga - que acompanhava a corrida de Éverton, em lançamento de Cícero, até ele driblar Jori com um toque de peito -, foi, segundo Moreira, uma infelicidade. "São coisas que acontecem. Todo mundo tenta acertar, mas, às vezes, erra. Infelizmente, dessa vez o erro foi do nosso lado e acabou determinando o resultado do jogo", afirmou o técnico americano.   

Moreira reforçou que a estratégia de montar a equipe mais compacta, pressionando a saída de bola do Grêmio e também marcando forte no campo defensivo, para sair nos contragolpes, por pouco não deu resultado. Ele mencionou lances de Gérson Magrão, um deles em chute de fora da área, após rápido contra-ataque, que passou raspando o ângulo de Marcelo Grohe, de Aderlan e de Rafael Moura, que entrou no segundo tempo e, nos descontos, quase empatou, de cabeça. "Tivemos chances de sair daqui pontuando", disse.

O treinador também falou sobre a continuidade de seu trabalho no comando do América, diante de rumores de que teria sido sondado por outros clubes, como o Bahia. Moreira assegurou que sua intenção é ficar no Coelho até o final do Brasileiro, embora, durante a parada da Copa, propostas possam surgir. "Se for desejo do América, tenho muita vontade de concluir esse ciclo", ressaltou, lembrando que pensa nisso mesmo sabendo das dificuldades enfrentadas pelo Coelho. 

Entre elas, Moreira citou os esforços da diretoria para fazer investimentos na equipe e para trabalhar a logística da delegação durante a competição, além da pesada sequência de jogos no Brasileiro. O América volta a Belo Horizonte na manhã desta segunda-feira e dá início aos preparativos para enfrentar a Chapecoense, na quarta-feira, às 16h, no Independência, pela 12ª rodada do campeonato - a última antes da parada da Copa.