Um gol parecido com o que ele havia feito em 2009, no São Paulo, pela Libertadores daquele ano. Nesta quarta-feira (16) o volante Henrique balançou as redes do goleiro Santos, do Atlético-PR, e ajudou o Cruzeiro a vencer o Furacão de virada, por 2 a 1, na Arena da Baixada, no jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. 

Justamente no dia em que completou 33 anos o meio-campista da Raposa marcou um golaço, contando com a ajuda de um ex-companheiro de clube e que também estava em campo naquele jogo contra o Tricolor Paulista na campanha do vice-campeonato da Copa Libertadores: Thiago Heleno, revelado na Toca I, e hoje no Atlético-PR.
“Me dei um presente bom. Feliz com o resultado, sabemos que tem mais 90 minutos, tem que ter foco total, porque sabemos a dificuldade da Copa do Brasil”, disse o aniversariante à TV Globo Minas.

Mesmo longe de casa no aniversário, Henrique disse que comemora mais um ano de vida ao lado da família. “É a minha segunda família (Cruzeiro), estou envolvido por muito tempo com os atletas. Feliz por hoje, com o resultado, pela vitória. Mais importante é a vitória”, comentou o volante. 

Com o gol desta quarta-feira, Henrique chega ao 26º tento marcado com a camisa do Cruzeiro. O meio-campista fez o jogo de número 429 pela Raposa e está perto de entrar no top 10 dos jogadores com mais partidas pelo clube. 

Contra o Furacão, Henrique chegou ao jogo de número 30 em Copas do Brasil, igualou marca do ex-atacante Marcelo Ramos, e agora é o quarto jogador do Cruzeiro com mais partidas nessa competição.