Fred no estaleiro pelo menos até setembro, Sassá fora de combate até outubro e Raniel constantemente com problemas musculares são fatores que motivam a diretoria do Cruzeiro na busca por alternativa rápida e em conta financeiramente para a camisa 9. E o nome que segue em avaliação é o do atacante argentino Hérnan Barcos, ex-Palmeiras, Grêmio, e que está de saída da Liga Deportiva Universitaria de Quito, a LDU, do Equador.

Segundo apurou o Hoje em Dia, o nome de Barcos agrada pelos seguintes motivos: a experiência do jogador, o conhecimento que ele tem do futebol brasileiro, já que atuou por dois grandes clubes do país, e o baixo investimento para tirá-lo do clube equatoriano.

Fontes ouvidas pela reportagem no Equador apontam que o valor da multa contratual em caso de oferta do exterior era baixo, levando-se em conta os padrões brasileiros. E o “Pirata” tem contrato com a LDU até dezembro deste ano, o que é um facilitador para o Cruzeiro.

No começo do ano o Santos fez proposta para contratar Barcos, mas o atacante acabou acertando sua permanência na LDU por mais uma temporada. O Peixe, que também tem problemas com a camisa 9, já que Gabigol é quem usa essa numeração, mas não é centroavante de origem, tentou nova investida pelo centroavante em maio deste ano. No entanto, o clube paulista não conseguiu trazer o jogador ao Brasil.

Com a camisa da LDU, Barcos fez 21 jogos e marcou 11 gols em 2018.

Caso acerte com o Cruzeiro, Barcos será o quarto argentino do elenco estrelado, que já conta com os volantes Lucas Romero, Ariel Cabral e Mancuello.