Ao golear o Ferroviário por 4 a 0 no jogo de ida da Copa do Brasil, nesta quarta-feira (4), o Atlético chegou à quinta vitória seguida nesta temporada. Comandado interinamente por Thiago Larghi, o Galo igualou algo que não vinha desde fevereiro de 2017.

Domingo, o Atlético terá mais um compromisso importante, onde poderá se sagrar campeão mineiro. Um empate diante do Cruzeiro, no Mineirão, garante a taça. Entretanto, caso vença o maior rival, a sequência de vitórias irá para seis, número que não acontece no Galo desde que ele virou líder do Brasileirão em 2015.

Quando o Atlético tinha Levir Culpi no banco de reservas, chegou a vencer Flamengo, Joinville, Coritiba, Internacional, Sport e Ponte Preta. Virou líder contra o Inter, em Porto Alegre. A maior sequência depois dessa foi no ano passado: passou por Tombense, Joinvile, Uberlândia, América e Democrata-GV. 

O nível de adversários do Atlético na atual sequência pode ser classificado como intermediário, analisando os rivais das seis vitórias consecutivas, e das cinco do ano passado. 

"O grupo se empenhou, concentrou e mostrou a força que tem. Todo mundo está preparado. Quem entrou aproveitou a oportunidade, ajudando a atacar e defender. E acho que construíram um resultado merecido", avaliou Thiago Larghi.