O treinador Roger Machado destacou a vitória do Atlético, neste sábado (18), sobre o Tricordiano, por 2 a 1, em partida válida pela oitava rodada do Campeonato Mineiro. O triunfo deixa o time alvinegro classificado para a semifinal do Estadual e mantém os 100% de aproveitamento do clube na competição.

Para o técnico do Galo, o jogo no estádio Farião, em Divinópolis, poderia ter sido decidido ainda na primeira etapa. “Nosso time foi premiado, sobretudo, pelo primeiro tempo que fizemos, poderíamos ter definido a partida e levar o segundo tempo com mais tranquilidade", disse.

Na análise dele, o time voltou para o segundo tempo em um ritmo diferente do adversário, que cresceu no duelo. "Tive de abrir a equipe e ficamos propensos a sofrer contra-ataques, mas tivemos uma partida muito segura dos nossos zagueiros. São três pontos importantes, que valorizam, principalmente, o primeiro tempo e uma entrega até o final".

Roger Machado também falou da ausência de Robinho. O camisa 7 alvinegro teve uma infecção intestinal e sequer viajou para Divinópolis. Em seu lugar, o treinador escalou Danilo, responsável pela assistência que deu a Fred a oportunidade de marcar o primeiro gol.

“Nossos jogadores foram bem substituídos por quem esteve em campo. Claro que a qualidade do Robinho faz a diferença, principalmente, um jogador que tem muita vitória pessoal, e o adversário respeita. Foi uma vitória do conjunto daqueles que estiverem em campo”, afirmou Roger.

Com o empate sofrido na segunda etapa, após o gol de Jeferson, o técnico precisou arriscar para garantir a vitória. "Ficamos com cinco jogadores mais ofensivos, Luan, Clayton, Cazares, Otero e Rafael na frente. Naturalmente, você acaba sufocando o adversário. Em alguns momentos, você tem de correr riscos e o risco foi premiado com um gol no apagar das luzes”.

Para ele, o clube fez uma partida segura, mas alguns erros precisam ser corrigidos. “Acomodamos um pouco, imaginando que, pela superioridade do primeiro tempo, as coisas iam acontecer naturalmente. Mas não vão acontecer. Temos que defender sempre como time aguerrido e atacar como time grande. Demos espaço ao adversário e ele cresceu”.

A presença do zagueiro Felipe Santana, que estava sendo questionado por parte da torcida, também foi destacada. "Ele fez uma partida muito segura. Falei para ele, agora no vestiário, que esse é o Felipe que a gente pleiteou para trazer. Aos poucos está mostrando todo seu potencial. Hoje, fez o melhor jogo, o melhor desde que chegou ao Atlético, sem dúvida nenhuma”.