O volante Junior Urso provou do novo eldorado do futebol mundial quando a grana não era tão farta como agora. Passou dois anos no Shandong Luneng e, aos poucos, foi percebendo que o dinheiro não valia o sacrifício de jogar escondido, do outro lado do planeta. Assim, quando apareceu a oportunidade de voltar ao Brasil, ele não pensou duas vezes. Até porque, defenderia a "maior equipe do futebol brasileiro" na atualidade, segundo ele.

"Eu fui antes que o mercado ficasse dessa forma. Eu fui antes dos números que existem atualmente. E eu briguei muito para que eles me reconhessem da forma de como eu representava o clube. Não era tratado como todos, por este lado que faz todo mundo ir para a China, que é o financeiro. Estou com 26 anos, era o momento de voltar, e o Galo é a maior equipe agora (do Brasil). Foi a melhor escolha que poderia fazer", justificou Urso.

Nas madrugadas chinesas, Urso não hibernava. Preferia sintonizar no futebol do Brasil e, acompanhando o bom desempenho do Atlético em 2014 e 2015, avaliou que era o destino certo. "Nos fins de semana e no meio de semana do ano anterior, enquanto estive na China, toda madrugada eu ficava acompanhando os jogos. Via os jogos do Galo, e cheguei à conclusão da forma como o Galo se comportava. Equipe competitiva, sempre buscando a vitória".

Apresentado oficialmente nesta sexta-feira (19), o volante chegou treinando normalmente e deve ser titular da equipe mista do Galo que enfrenta o Boa Esporte neste domingo, pelo Campeonato Mineiro.

Confira outros trechos da apresentação:

PREPARAÇÃO FÍSICA
"Eu estava fazendo a pré-temporada lá na China, um período de 30 dias. Agora eu perdi uns três dias por causa dessa minha vinda. Agora foi a minha primeira atividade. Quero estar apto para participar domingo. Conversarei com o professor e estou pronto para servir o Atlético da melhor maneira".

CARACTERÍSTICAS
"Mudou um pouco, mesmo quando eu estava no Coritiba, tinha chegada boa ao ataque. Faltava uma finalização a gol melhor e aprimorei isso na China. A minha característica é de jogar tanto de primeiro como de segundo. Na China era segundo, mas estou à disposição".