Giovanni Augusto está no Vasco, mantendo sequência de jogos, mas pertence ao Corinthians e tem uma parte dos direitos econômicos ligados ao Atlético. E o Galo, mesmo não contando com o jogador desde janeiro de 2016, poderá se beneficiar de uma situação recém-surgida. O Atlas, do México, demonstrou interesse oficial no futebol do meia-atacante.

Criado nas categorias de base do Atlético, Giovanni está emprestado ao Cruz-Maltino e, após conviver com lesões na chegada por empréstimo, virou titular da equipe de Jorginho. Tem contrato com os cariocas até o fim do ano, mas uma proposta de aquisição definitiva do exterior teria prioridade no futuro do atleta. O Atlas já encaminhou uma carta ao presidente do Timão, Andrés Sánchez, solicitando informações sobre a possibilidade de contar com o paraense.

O Hoje em Dia apurou que o Atlético tem 50% dos direitos econômicos de Giovanni, tendo vendido a outra metade ao Corinthians pelo valor de 4,5 milhões de euros (R$ 17 milhões à época), numa negociação que teve o centroavante André (hoje no Grêmio) anexado à transação e foi um pedido de Tite. Assim sendo, caso o Atlas faça uma oferta oficial para ter 100% dos direitos de Giovanni, o Galo teria 50% do valor global, além de uma porcentagem por ter formado o jogador (mecanismo de solidariedade)

Giovanni se destacou no Brasileirão de 2015, quando o Galo foi vice justamente para o Corinthians. Naquela temporada, inclusive, enfrentou o Atlas na fase de grupos da Libertadores. No Corinthians, acabou não vingando. Hoje, aos 28 anos, está emprestado pela oitava vez na carreira