Três recordes, prêmio individual de nadador mais eficiente, medalha de prata por equipes e convocação para o Campeonato Pan-Pacífico. Em sua primeira participação pelo Minas Tênis Clube, Fernando Scheffer roubou a cena e tornou-se um dos grandes destaques – se não o maior deles – do Troféu Maria Lenk.

Contratado em janeiro pelo clube mineiro, o atleta formado no Grêmio Náutico subiu ao lugar mais alto do pódio e estabeleceu as melhores marcas da América do Sul nos 400m livre (3m49s04) e nos 200m livre (1m46s08). Além disso, faturou o ouro e quebrou o recorde do torneio no revezamento 4x200m livre (7m13s34), ao lado de Miguel Valente, Giuliano Rocco e Giovanny Lima.

“Fazia tempo que eu estava buscando essas marcas. Elas acabaram saindo, e foi bem legal. Queria ter nadado para 1 e 45 (200 metros) e para 3 e 48 (400 metros). Na próxima, sai. Esses recordes me motivaram ainda mais. Agora, é pensar também em medalha no Pan-Pacífico”, declarou o atleta de apenas 20 anos ao site do clube mineiro.

Altíssimo nível

Além dos pódios e recordes, uma das marcas alcançadas por Scheffer no campeonato nacional também chamou a atenção da comunidade aquática.

De acordo com levantamento feito pelo ex-técnico e jornalista especializado Alex Pussieldi, editor do site Best Swimming e comentarista dos canais SporTV, a parcial registrada pelo minastenista nos 4x200m livre (1m44s84) teria lugar em todos os revezamentos campeões mundiais e olímpicos da história.

Para efeito de comparação, o multimedalhista estadunidense Ryan Lochte, dono de três títulos olímpicos na prova, contribuiu com a parcial 1m46s03 na conquista do ouro pela equipe norte-americana nos Jogos do Rio-2016.

O Pan-Pacífico de Natação será disputado no mês de agosto em Tóquio, cidade-sede da próxima Olimpíada. Esta será a primeira participação de Scheffer pela Seleção Brasileira Adulta em um torneio internacional de piscina longa (50 metros).

Seleção

Outro destaque do Maria Lenk foi o velocista Bruno Fratus. Também contratado pelo Minas nesta temporada, o carioca de 28 anos registrou o segundo melhor tempo do mundo em 2018 e faturou a medalha de ouro nos 50m livre (21s35).

Além de Scheffer e Fratus, se classificaram para o Campeonato Pan-Pacífico os também minastenistas Vinícius Lanza, Gabriel Fantoni e Marco Antônio Júnior. A jovem Ana Carolina Vieira, de 16 anos, por sua vez, representará o país e o clube nos Jogos Olímpicos da Juventude, em outubro, na Argentina.

Leia mais:
Confira outras reportagens publicadas no especial "Tóquio-2020"