A brasileira Andressa Oliveira de Morais conquistou neste domingo a medalha de ouro no lançamento do disco, no Grande Prêmio Brasil de Atletismo, disputado na cidade de Bragança Paulista, no interior de São Paulo. Ela conseguiu a marca de 65,10 metros e estabeleceu novo recorde sul-americano. A brasileira era a dona da antiga marca, com 64,68m.

A segunda colocada foi a também brasileira Fernanda Martins, que 62,15m. "Estou feliz por demais. Desde 2015 queria passar a barreira dos 65m, finalmente aconteceu", disse Andressa. "Este ano, tenho obtido algumas conquistas, como participar da Diamond League, inclusive vou competir na etapa de Londres", completou.

Medalha de ouro nos Jogos do Rio-2016, o brasileiro Thiago Braz da Silva, ficou em terceiro lugar no salto com vara, com 5,40m. O campeão foi o norte-americano Cole Walsh, com 5,60m, seguido do brasileiro Augusto Dutra, com 5,50m. "Não gostei do resultado, mas deixo o estádio feliz por não ter sentido dores no pé machucado", comemorou Thiago, que compete na etapa de Rabat, no Marrocos, no próximo dia 13.

Outro campeão olímpico do GP, Dilshod Nazarov, do Tadjiquistão, confirmou o favoritismo e venceu no lançamento do martelo. Nazarov conseguiu um lançamento de 75,18 metros e garantiu a primeira colocação apesar de ter sido uma marca longe do seu recorde, que é de 80,71m.

Em segundo lugar ficou Serghei Marghiev, da Moldávia, com 74,51m. Pavel Bareisha, da Bielo-Rússia, completou o pódio com 73,28m. O melhor brasileiro foi Wagner Domingos, que terminou em quarto, com 72,71m.

Nos 400 m com barreiras, dois brasileiros subiram ao pódio: Marcio Teles, campeão com 49s22, e Mikael de Jesus, terceiro, com 50s20. O segundo lugar foi para David Kendziera, dos Estados Unidos, com 49s31. "Quero correr abaixo de 49 segundos este ano novamente", afirmou Marcio.

VITÓRIA BRASILEIRA NOS 100M - Duas das provas mais esperadas do meeting tiveram vitórias de atletas brasileiros: os 100m masculino e feminino. Entre as mulheres, ganhou Vitória Rosa com 11s14. Embora não repetisse sua melhor marca (11s03), ela venceu adversárias importantes, como a norte-americana Barbara Pierre. No masculino, ganhou Paulo André de Oliveira com 10s14. Ele deixou em segundo lugar, com 10s16, o representante de Antígua y Barbuda, Cejhai Greene, que marcou 10s16.