Quando o relógio apontar 0h de sábado (8), completarão 2.500 dias da última partida disputada pelo goleiro Bruno, hoje no Boa Esporte. Da sétima rodada do Brasileirão de 2010, na derrota do Flamengo por 2 a 1 para o Goiás, até a reestreia do arqueiro, os dias vividos pelo camisa 1 foram de ansiedade e desejo de retornar aos gramados.

Condenado há mais de 22 anos de prisão por envolvimento na morte da ex-amante, Eliza Samúdio, Bruno ganhou liberdade no fim de fevereiro - enquanto aguarda novo julgamento - e desde então vê o sonho cada dia mais próximo.

Titular no coletivo desta quinta-feira (6), finalmente ele teve a notícia que esperava: será titular na primeira partida do time de Varginha no hexagonal final do Módulo II do Campeonato Mineiro. A volta de Bruno, inclusive, fora divulgada no início da semana pelo Hoje em Dia, que teve acesso à informação com exclusividade.

Bastante elogiado pelo comprometimento e crescimento físico e técnico, o goleiro deverá atrair milhares de torcedores ao estádio do Melão, em Varginha.

Apesar de já ter o nome publicado no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF, Bruno ainda não foi inscrito na competição estadual. Os documentos serão enviados nesta sexta-feira (7) à Federação Mineira de Futebol (FMF).

Leia mais:
Goleiro Bruno fará estreia pelo Boa no sábado, no início do hexagonal final do Módulo II
Treinador do Boa desconversa, mas Bruno voltará a jogar após 2.500 dias de inatividade

bruno