Com o prazo para a obtenção de índices se encerrando oficialmente nesta segunda-feira (19), o Brasil já conhece seus classificados e terá praticamente “força máxima” no Campeonato Mundial de Atletismo Indoor, em Birmingham (Inglaterra), entre os dias 1º e 4 de março.

A última oportunidade para atletas do país alcançarem as marcas exigidas pela Associação Internacional de Federações de Atletismo (IAAF) ocorreu neste fim de semana, no Desafio Brasil Caixa Indoor, em São Caetano do Sul (SP).

Gabriel Constantino (60 m com barreiras) e Vitória Rosa (60 m rasos) obtiveram os resultados necessários, aumentando para oito o número de brasileiros classificados para a principal competição da temporada.

Thiago Braz (salto com vara), Darlan Romani (arremesso de peso), Rosângela Santos (60 m), Letícia Cherpe (400 m), Núbia Soares e Almir Júnior (salto triplo) já haviam garantido as vagas.

Reforços

Dentre estes atletas, merecem destaque o paulista Thiago Braz, medalhista de ouro nos Jogos Rio-2016, e a revelação mineira Núbia Soares, de 21 anos, atual terceira colocada no ranking mundial do salto triplo feminino.

Os dois eram as grandes apostas de pódio para o Brasil no Campeonato Mundial de Atletismo, disputado em Londres, em agosto do ano passado, mas acabaram desfalcando a seleção, ambos por motivo de lesão.

Na ocasião, a equipe brasileira conseguiu chegar ao todo a nove finais. Conquistou, porém, apenas uma medalha de bronze (Caio Bonfim), na marcha atlética de 20 km, prova que não integra o programa do Mundial Indoor.

Thiago Braz voltou às competições em grande estilo na atual temporada, tendo conquistado a medalha de prata na etapa de Berlim (Alemanha) do Circuito Mundial Indoor. Atualmente, ele ocupa o segundo lugar no ranking internacional da prova.

Núbia também mostrou-se recuperada ao vencer o Torneio FPA Indoor, em São Bernardo do Campo (SP), no fim de janeiro.

Outros destaques

Dos atletas já classificados, apenas Darlan Romani participou do Desafio Brasil Caixa, justamente com o objetivo de ganhar ritmo para o Mundial. O recordista sul-americano e finalista olímpico ratificou o índice e ainda subiu para o segundo lugar do ranking no arremesso de peso.

Outro candidato a pódio em Birmingham é Almir Júnior, atual líder do ranking mundial indoor no salto triplo masculino. Na última terça-feira (13), ele venceu o Meeting Pas de Calais, em Liévin, na França.

Baixa

Por outro lado, o Brasil não contará com Geisa Arcanjo no Mundial Indoor. Finalista do arremesso de peso nos Jogos Olímpicos Rio-2016, ela não conseguiu o índice no Desafio Brasil.