Passadas as primeiras 18 rodadas da Série B do Brasileiro, há o América e os outros. Afinal, a diferença entre o Coelho e o principal perseguidor, o Internacional, é a mesma que separa os gaúchos do Oeste, o 12º colocado. O que dá, ao Coelho, a condição de campeão simbólico do turno independentemente do resultado de hoje, às 21h30, diante do CRB-AL, no Rei Pelé, em Maceió.

O técnico Enderson Moreira e os jogadores sabem bem, no entanto, que a mehor campanha na primeira metade do campeonato, além de não garantir troféu ou vantagem, é apenas parte de um esforço que tem de prosseguir até o fim de novembro, quando estiverem definidos os quatro clubes que serão promovidos à Série A.

E a expectativa de vitória levada na bagagem, mesmo diante de um adversário que já esteve no topo e agora está a quatro pontos do G-4 não é excesso de confiança. Trata-se, acima de tudo, do reflexo de duas estatísticas: o América conquistou os últimos 12 pontos em disputa e tem o segundo melhor aproveitamento como visitante.

“Temos que continuar com os pés no chão, pois o segundo turno vai complicar ainda mais. As equipes começam a se reforçar e sabemos da qualidade dos outros times. Nosso objetivo maior é o acesso, que esperamos muito. Precisamos ter tranquilidade e ficar com os pés no chão”, lembra o embalado atacante Bil, que balançou as redes cinco vezes na competição.

MLB
Como o próprio clube brincou nas redes sociais, numa referência ao fim do trio MSN, do Barcelona, com a saída de Neymar, o MLB americano – Matheusinho, Luan e Bil – está confirmado e é a esperança de gols diante dos alagoanos. Zé Ricardo, que cumpriu suspensão diante do Londrina, volta ao meio, mesmo caso de Rafael Lima na zaga.

Pelo lado do Galo alagoano, o técnico Dado Cavalcanti não conta com o zagueiro Flávio Boaventura e o volante Yuri, suspensos, além do atacante Ytalo, contundido. Na defesa, um velho conhecido do Coelho, o zagueiro Adalberto, campeão mineiro de 2016. O atacante Zé Carlos, que era dúvida, com cansaço muscular, treinou ontem e está à disposição.

A maior preocupação do treinador alvirrubro é justamente com o setor que vinha sendo destaque no começo do campeonato, a defesa. Nos dois últimos jogos, ambos fora de casa, o time foi goleado: 3 a 0 para o Goiás e 4 a 1 para o Paraná.

CRB-AL x AMÉRICA

CRB: Edson Kolln; Marcos Martins, Audálio, Adalberto e Diogo; Jorginho, Edson Ratinho, Danilo Pires e Chico; Neto Baiano e Zé Carlos (Erick Salles).
Técnico: Dado Cavalcanti

AMÉRICA: João Ricardo; Juninho, Messias, Rafael Lima e Giovani; David, Ernandes, Neto Moura e Matheusinho; Luan e Bil. Técnico: Enderson Moreira

HORÁRIO: 21H30. LOCAL: Estádio Rei Pelé. Arbitragem: Felipe Duarte Varejão, auxiliado por Fábio Faustino dos Santos e Katiuscia Berger Mendonça (trio do ES). TRANSMISSÃO: Premiere