A preocupação mais urgente é a partida do próximo sábado (17), que encerra a oitava rodada da Série B, às 21h, contra o Oeste, na Arena Barueri, na Grande São Paulo. Mas o desafio fundamental para o América, do técnico Enderson Moreira, é fazer do Independência um diferencial nessa sua tentativa de buscar o acesso à Série A do Campeonato Brasileiro

O empate por 1 a 1 com o Internacional, na última terça-feira à noite, foi a quarta partida do Coelho como mandante na competição, sendo que apenas uma vitória foi alcançada.
Diante do aproveitamento de 41,67% no Independência, neste início de caminhada, pode-se afirmar que é o desempenho dentro de casa que está impedindo o América, que é 12º colocado, de brigar pelo G-4 da competição.

Apesar de toda a reação que o time mostrou para buscar o empate diante do Colorado, na última terça-feira, numa atitude elogiada principalmente pelo técnico Enderson Moreira, passar a vencer em casa é obrigação para o América, que se tivesse conquistado os três pontos diante do Inter estaria na sétima posição, apenas um ponto atrás do quarto colocado Santa Cruz, que é seu próximo adversário no Independência, na próxima terça-feira, às 19h15, pela nona rodada.

SEM MUDANÇA

Para o jogo de sábado, contra o Oeste, o técnico Enderson Moreira deve levar a Barueri o mesmo grupo que utilizou no confronto diante do Internacional.

Na partida contra o Colorado, o lateral-direito Norberto sentiu a batata da perna esquerda, Matheusinho a coxa esquerda e Zé Ricardo saiu com cansaço muscular, mas eles não serão problema.

O volante Gustavo Blanco e o meia Ruy, machucados, seguem de fora do time e não devem enfrentar também o Santa Cruz.
Apesar de ter o mesmo grupo à disposição, Enderson não deve manter o time que iniciou o jogo diante do Internacional. As mudanças devem ser definidas no treino de hoje.

tabelas