Encontrar um substituto com a experiência e renome de Eduardo Maluf, que faleceu na semana passada, é o maior desafio do Atlético na temporada. Apostar nos 15 anos de André Figueiredo no clube, dirigindo as categorias de base do alvinegro, foi a melhor opção encontrada pelo presidente Daniel Nepomuceno, que preferiu não nomeá-lo como diretor de futebol..

Nesta sexta-feira (16), o novo dono do posto, exercendo a função de superintendente de futebol, foi sabatinado pela imprensa e, apesar de afirmar ter total autonomia dentro do brasileiro melhor colocado na primeira fase da Copa Libertadores, rechaçou  tomar decisões sem consultar comissão técnica e a presidência. Segundo ele, o papel principal será fazer o elo entre jogadores e diretoria. Contratar e até mesmo dispensar atletas será assunto tratado em reunião.

“Não se escolhe hora para trabalhar. Se tem ou não pressão, você tem que assumir a responsabilidade quando é convocado pelo presidente. Esse tipo de pressão no futebol, a gente está acostumado. Vai passar. Não vivemos um bom momento no Campeonato Brasileiro, hoje, mas os objetivos traçados até aqui foram alcançados, então, vai passar”, disse o dirigente.

“É um momento passageiro. Até o Campeonato Brasileiro, conseguimos excelentes resultados, então, chegar a alguma conclusão agora, em poucos dias, seria prematuro. Sei o que podemos fazer daqui para frente, está sendo feito, já fizemos algumas reuniões e, dentro do planejamento que foi feito, acredito que isso será passageiro e vamos dar sequência na Libertadores, Copa do Brasil e começar a recuperar os pontos no Brasileiro”, finalizou.

Quem é?

André Luiz da Silva de Figueiredo foi zagueiro do Atlético entre os anos de 1991 e 1994. O ex-jogador fez 84 jogos com a camisa do Galo e marcou 1 gol. Após aposentar as chuteiras, em 2007, pelo Villa Nova, assumiu o cargo de coordenador técnico das categorias de base. Nesta semana, foi oficializado como superintendente da equipe principal.

Como atleta, Figueiredo conquistou o Campeonato Mineiro de 1991 e fez parte do grupo que ergueu o caneco da Taça Conmebol de 1992.

andré figueiredo