Felipe Massa vai guardar boas lembranças do seu último ano na Fórmula 1. Para o brasileiro, que deixou a categoria ao fim da temporada, o ano de 2017 ficará marcado pelos bons carros que revivem os anos de 2006, 2007 e 2008 e que exigem mais fisicamente dos pilotos. Segundo Massa, os carros anteriores faziam os pilotos a guiar como "vovó".

"Com certeza, eu vou lembrar do carro deste ano como um dos ótimos de pilotar", diz o experiente brasileiro, de 36 anos. "Quando você pilota este carro, a sensação é muito boa para o piloto em termos de Força G e trabalho físico."

Na avaliação de Massa, os carros deste ano voltaram a exigir todo o esforço físico e apuro técnico dos profissionais. "Acho que, para fazer uma volta perfeita com estes carros, é preciso ser um piloto muito capacitado, e não como acontecia antes, quando os pneus se degradavam rapidamente e você precisava pilotar como uma vovó. Agora você precisa pilotar como um piloto mesmo."

Os carros deste ano passaram por transformações consideráveis em termos de tamanho e pressão aerodinâmica. Tornaram-se maiores e com pneus mais largos, exigindo maior trabalho físico de cada piloto.

Para Massa, lembram os modelos de 2006, 2007 e 2008, período em que obteve seus melhores resultados na categoria. "É parecido com estes ano, ou até antes disso. Com estes modelos, você precisa estar pronto para arriscar tudo e pilotar com muita capacidade, e de forma agressiva", declarou.

Leia mais:
Dirigente da Williams faz elogios a Massa: 'Foi a nossa referência neste ano'
Massa promete atuação efetiva como dirigente: 'Vou ajudar os pilotos brasileiros'