O clube que entrou neste Campeonato Mineiro usando os números do ano passado como base para os seus objetivos tem grandes chances de fracassar. Apesar de a fórmula de disputa e o número de participantes serem os mesmos, a comparação mostra competições distintas. Com o torneio na reta final da fase classificatória, a calculadora já entra em campo e os confrontos passam a ser decisivos. E não será diferente com o jogo entre Tombense e Caldense, às 16h, em Tombos, que abre neste sábado a sétima rodada.

Os dois clubes brigam por uma vaga na semifinal, que este ano exigirá uma pontuação superior aos 15 pontos que foram suficientes em 2016.

Pelos cálculos do site Probabilidades no Futebol, mantido pelo Departamento de Matemática da UFMG, com menos de 17 é praticamente impossível a classificação.O aproveitamento do quarto colocado Tombense, projetado para 12 rodadas, dá 18 pontos, marca que segundo a UFMG dá a um clube 83,5% de chances de disputar as semifinais.

Com a classificação praticamente assegurada, o Cruzeiro encara o América, domingo, às 16h, no Independência, com o primeiro lugar da fase classificatória como objetivo maior. O seu adversário na batalha para garantir o direito de jogar por dois empates, ou vitória e derrota pela mesma diferença de gols, nas semifinais e na decisão, é o Atlético, que tem 100% de aproveitamento.

No ano passado, 21 pontos seriam suficientes para se assegurar o primeiro lugar, menor marca numa comparação entre as últimas seis edições, todas com a fórmula de disputa idêntica a atual. Esta marca será atingida pelo Atlético caso ele vença o Tupi, segunda-feira, às 20h, no Independência, numa das duas partidas que fecham a sétima rodada.

Praticamente fora da briga pelo primeiro lugar, o Coelho entra em campo para encarar o Cruzeiro com o objetivo de se manter no G-4, pois pode ser ultrapassado por até três clubes caso não vença o clássico.

REBAIXAMENTO

Dois dos clubes que podem ultrapassar o América também estarão em campo no domingo, às 16h, enfrentando adversários que brigam contra o rebaixamento.

A URT, que deixou o G-4 na última rodada, recebe o lanterna América-TO, às 16h, em Patos de Minas. No mesmo horário, o Villa Nova, que tem apenas um ponto a mais que o vice-lanterna Democrata-GV, encara o quinto colocado Uberlândia, no Castor Cifuentes.

Além de Atlético x Tupi, a segunda-feira terá um confronto direto contra a degola entre Democrata-GV e Tricordiano, às 20h, em Governador Valadares.