O Sada Cruzeiro chegou à sétima vitória na Superliga Nacional Masculina de Vôlei e confirmou a liderança invicta da competição ao superar o Bento Vôlei por 3 a 0 (25/14, 27/25 e 25/18), na Serra Gaúcha. A partida foi marcada pelas homenagens às vítimas da tragédia aérea de Medellín, com minuto de silêncio antes de a bola subir pela primeira vez e o líbero celeste Serginho atuando com a camisa da Chapecoense (as duas equipes têm o mesmo fornecedor de material esportivo), o que foi permitido excepcionalmente pela CBV. A equipe comandada pelo campeão olímpico em 1992 Paulão e com o levantador Sandro, ex-jogador do Cruzeiro, como principal destaque, deu trabalho apenas na segunda parcial, quando chegou a ter nas mãos o set point, mas desperdiçou a oportunidade. Entre os jogadores do grupo de Marcelo Méndez, a atração foi o central cubano Simón, eleito o melhor da partida.

O próximo desafio do time estrelado é um clássico estadual, contra um adversário também em ótima fase. Na quarta-feira, às 19h, o Cruzeiro encara o Montes Claros no Poliesportivo Tancredo Neves, no Norte de Minas. O Pequi Atômico, do técnico Marcelinho Ramos, já havia surpreendido na sexta rodada ao superar o Taubaté na casa do time paulista, na quinta-feira voltou a fazer bonito, batendo o Brasil Kirin/Campinas, em Montes Claros, por 3 a 1, de virada – 21-25, 25-17, 25-18 e 25-22 – resultado que o coloca provisioriamente no quarto lugar. Neste sábado, às 17h, a Arena JK é palco de outro confronto mineiro: o Minas recebe o Juiz de Fora.