Uma vitória para alegrar a família inteira. Assim foi o domingo (14), Dias das Mães, para os cruzeirenses. Iniciar o Campeonato Brasileiro, vencendo o São Paulo, por 1 a 0, com gol do argentino Ramon Ábila, teve sabor especial para a equipe celeste, que precisava dos três pontos, no Mineirão, para acabar com o momento turbulento.

Vindo da perda do título estadual, contra o rival Atlético, e de eliminação na primeira fase da Copa Sul-Americana, quando foi superada pelo modesto Nacional, do Paraguai, a Raposa iniciou com o pé-direito a competição nacional.

No duelo, que marcou os retornos do goleiro Fábio e do zagueiro Dedé ao time titular, o que se viu foram duas equipes pouco inspiradas e até mesmo assustada pelos recentes resultados ruins. Assim como os mineiros, os paulistas precisavam mostrar serviço para aliviar a tensão.

Eliminado do Paulistão, da Copa do Brasil e da Sul-Americana, o time comandado por Rogério Ceni segue sem convencer na temporada. Mesmo jogando fora de casa, a derrota promete conturbar a semana do Tricolor.

O Jogo

Pressionados, Cruzeiro e São Paulo fizeram um jogo morno no Gigante da Pampulha. Nos primeiros 45 minutos, a qualidade técnica deu espaço ao nervosismo e a poucas jogadas de perigo. Fábio, que voltara aos titulares, pouco trabalhou. Recuperado de lesão no joelho e prestigiado por Mano Menezes, o camisa 1 chegou a 707 partidas pela Raposa.

Outro que retomou a posição de titular foi o zagueiro Dedé. Também livre de lesão no joelho, o "Mito", como é conhecido pelos torcedores, o jogador ganhara a vaga do equatoriano Caicedo, questionado nos últimos revés do time mineiro.

Por outro lado, o técnico Mano Menezes teve baixas importante de última hora. Além de ter perdido o atacante Rafael Sóbis por oito semanas, o gaúcho não pôde contar também com o meia Thiago Neves, que sofreu lesão muscular, e acabou ficando de fora da lista de relacionados para o confronto.

Segunda etapa

No segundo tempo, apesar de as duas equipes terem entrado em campo mais motivadas e acesas, o setor de criação continuou pouco efetivo. O Cruzeiro, porém, levou a melhor. Aproveitando chochilo do adversário, logo aos 2 minutos veio o gol salvador. Oportunista, o argentino Ramon Ábila abriu o placar, chegando a 24 gols, em 50 jogos com a camisa azul e branca.

Com a mesma temperatura da etapa inicial, o placar do Mineirão não foi mais alterado. A vitória celeste, mesmo não atuando de forma convincente, porém, tornou a noite dos torcedores que saíram de casa para empurrar a equipe.

No próximo domingo (21), o Cruzeiro vai até Recife, onde encara o Sport. O duelo, válido pela segunda rodada do Brasileirão, está marcado para às 19h, na Ilha do Retiro.

dedé cruzeiro

Ficha Técnica:
Cruzeiro 1 x 0 São Paulo

Fábio; Lucas Romero (Lennon); Leo, Dedé e Diogo Barbosa; Hudson, Henrique, Rafinha (Lucas Silva) e De Arrascaeta; Alisson e Ramón Ábila (Raniel)
Técnico: Mano Menezes

Renan Ribeiro; Thiago Mendes, Rodrigo Caio, Maicon e Júnior Tavares; Militão (Thomaz), Jucilei, João Schmidt e Cueva (Luiz Araújo); Marcinho (Gilberto) e Lucas Pratto
Técnico: Rogério Ceni

GOL: Ramón Ábila, aos 2 minutos do segundo tempo, para o Cruzeiro.
Arbitragem: Marcelo de Lima Henrique, auxiliado por Michael Correia e Dibert Pedrosa Moisés (trio do Rio de Janeiro)
Cartão Amarelo: Rodrigo Caio

Público: 6.528 pagantes; 11.416 presentes
Renda: R$ 125.549,00